EDIÇÃO 94 » COLUNA NACIONAL

Heads-up Display - Parte I

Como Usar A Ferramenta Que Revolucionou O Poker Online


Cláudio Davino
Hoje, vou falar sobre algo que só existe no poker online e que todo jogador deveria explorar o máximo possível. Vou falar sobre o famoso HUD, sigla de Heads-Up Display, que basicamente é uma caixa onde aparecem diversas estatísticas acerca dos jogadores na mesa.
 
Neste artigo, saberemos exatamente a porcentagem de vezes que determinado jogador faz 3-bets, desiste para pra uma continuation bet (c-bet) ou até mesmo com qual range de mãos ele abre de cada posição.
 
Na figura acima, estou usando um dos programas que possui a função do HUD. Nele, estamos vendo as minhas estatísticas das últimas 18.000 mãos que joguei em março. Podemos ver diversas informações acerca do meu jogo. Estou utilizando no momento quase 50 estatísticas e ainda utilizo cerca de 10 pop-ups, que são caixas com mais estatísticas que se abrem quando coloco o mouse em cima de um número específico. 
 
Abaixo, um exemplo de uma pop-up com informações sobre como um determinado vilão joga 3-bet pots (potes que tiveram reraise antes do flop) depois do flop.
 
 
Mas o mais importante é saber como usar isso a nosso favor. Para esta primeira parte, vamos conhecer as estatísticas básicas do HUD: número de mãos, VPIP e PFR e a forma que elas trabalham em conjunto.
 
 
NÚMERO DE MÃOS
 
Saber o número de mãos que temos dos vilões é fundamental para fazer uma boa leitura das estatísticas. Temos que ter certeza que ele jogou várias vezes a situação que aquela porcentagem representa para tomarmos a melhor decisão. Devemos tomar muito cuidado para não supervalorizar algumas informações quando tivermos poucas mãos dos adversários.
 
VPIP (VOLUNTARY PUT MONEY IN POT) 
 
VPIP, também conhecido como VP$IP ou VP, é uma estatística fundamental usada em HUDs e que mostra a porcentagem de vezes que um jogador dá calls ou raises antes do flop.
 
Por exemplo, se o VPIP de um jogador for 1%, ele provavelmente só estará jogando (pagando ou aumentando) com Ases ou Reis. Alternativamente, se o seu VPIP for 100%, ele estará jogando com qualquer mão que lhe for dada.
 
Lembre-se que:
 
– Todas as vezes que você fizer um raise pré-flop, você aumentará seu VPIP.
– Todas as vezes que você pagar um raise pré-flop, você aumentará seu VPIP.
 
Então, basicamente, o VPIP mostra a porcentagem de mãos que você gosta de jogar. Quanto mais mãos você jogar, maior será seu VPIP.
 
Observação: o small blind (SB) e o big blinds (SB) não contam para o seu VPIP, já que você colocou dinheiro no pote por obrigação. Então, se você acabar vendo um flop depois de dar check no BB, ele não terá efeito no seu VPIP. Mas caso complete o do small blind, isso será contado, uma vez que você voluntariamente completou este valor.
 
Para utilizarmos essa estatística com certa precisão, precisamos ter mais de 100 mãos do vilão, sendo 500 mãos um número muito confiável.
 
PFR (PRÉ-FLOP RAISE)
O próprio nome já diz. Toda vez que damos raise pré-flop, aumentamos nossa porcentagem de PFR, seja dando um simples raise de três vezes ou big blind ou aplicando uma 3-bet ou 4-bet. Basicamente, qualquer hora que você entra no pote com um raise, você estará contribuindo para a seus números de PFR.
 
Esta estatística tem a mesma importância que VPIP. Usando o PFR, podemos ter uma ideia de quão tight ou loose é o range de quem está aumentando pré-flop. Quanto maior for o número do PFR, mais amplo será o seu range.
 
Enquanto o VPIP lhe diz a porcentagem que um jogador dá call e raise pré-flop, o PFR lhe diz a porcentagem de vezes que um jogador dá raise pré flop.
 
Então, sempre que olharmos para o VPIP e PFR de um jogador, veremos que o PFR sempre será menor ou igual ao seu VPIP. Então, podemos deduzir que VPIP = PFR + Calls.
 
 
 
Na próxima edição, vou ensinar como interpretar o VPIP e o PFR, o que podem ser fundamentais para tomar as decisões com o melhor EV (Valor Esperado) em uma mão.
 



NESTA EDIÇÃO



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2018. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×