EDIÇÃO 65 » ESPECIAIS

BSOP Million 2012 – O maior evento da história do poker brasileiro


Diego Scorvo
Entre os dias 5 e 11 de dezembro, o poker tomou conta das dependências do Hotel Holliday Inn Anhembi, em São Paulo. A multidão que compareceu ao BSOP Million criou filas enormes, lotou todas as mesas e fez com que o evento entrasse para a história do poker mundial. O campeonato brasileiro provou aos incrédulos que um esporte da mente pode entrar na cabeça das pessoas.

Os jogadores de poker invadiram o Hotel Holliday Inn, Anhembi, em São Paulo. No total, foram 1.612 inscrições no Main Event, um recorde no Brasil, e a segunda melhor marca em um evento disputado fora dos Estados Unidos. Nos feltros, havia espaço para profissionais, amadores e algumas personalidades que já brilharam em outros esportes, como Maurren Maggi, Fernando Scherer, Rodrigão e Gustavo Kuerter.
O BSOP Million corou o trabalho de todos que lutaram para colocar o poker no lugar que ele merece estar. No primeiro dia, as enormes filas traziam jogadores de todo o Brasil, loucos para fazerem a sua inscrição. Ao todo, foram 810 competidores brigando por fichas nos dez níveis de blinds. Quando as cartas pararam de serem distribuídas, 311 sobreviventes conseguiram garantir a sua vaga no domingo.

Em um ensolarado sábado na cidade de São Paulo, novamente os feltros do BSOP Million receberam centenas de jogadores. As inscrições foram abertas a partir das 11 horas da manhã, e mais uma vez enormes filas foram formadas. Após o late register, a organização divulgou o número final de inscritos, 1.612, marca o que colocava o evento na história do poker mundial.

Na mesa da TV, a membro do Team PokerStars Pro, Vanessa Rousso iam mostrando porque é uma das melhores jogadoras do mundo. A norte-americana terminou o dia com 103.000 fichas, na 37ª colocação. Nenhum dos inscritos no segundo dia classificatório conseguiu acumular mais fichas que o goiano João Bauer, líder no Dia 1A.

No início do Dia 2, impressionantes 637 jogadores estavam nos feltros do evento. Mais uma vez, dez níveis de blinds seriam disputados, e no meio dessa batalha, ia haver uma explosão, o estouro da bolha.

Já no final do Dia 2, Devanir Campos, o diretor do torneio, afirmou que o BSOP Million estava em hand for hand, a bolha ia estourar. Depois de muitas mãos disputadas, finalmente 171 jogadores puderam comemorar, eles estavam no dinheiro. O bolha foi Guiliano Gori, competidor eliminado em um all-in triplo.
Todos os premiados receberam no mínimo R$ 3.550.00. Com mais alguns minutos do Dia 2 para serem disputados, 25 jogadores foram eliminados. Na segunda-feira, 146 sobreviventes iriam brigar por um lugar na mesa final do BSOP Million.

A desolação de Vanessa Rousso
Após o final de mais um dia, Vanessa Rousso permanecia com muitas fichas no seu stack, porém na segunda-feira, a jogadora não conseguiu colocar o seu melhor jogo em prática. A norte-americana ficou em dead card por muitas horas, e a sua vida no evento começou a ficar por um fio.

Com poucas fichas, ela foi obrigada a anunciar all-in com K9. Veja como foi o adeus da musa:
Ricardo Ragazzo abre raise de 110.000 fichas. Do big blind, Vanessa Rousso paga. O flop apresenta AK9, e Ricardo coloca a norte-americana em all-in (cerca de sete blinds). Vanessa novamente paga e coloca a sua vida no torneio em risco.

Showdown:
Vanessa Rousso: K9
Ricardo Ragazzo: K10
O turn foi o 3, e o river um A
Outros favoritos ao título também se despediram do evento. Emerson Baroni, João Bauer, Leandro Brasa, Pedro Padilha caíram longe do final do Dia 3.

A incrível jornada de Helder Júnior
No Dia 3, um desconhecido jogador brilhou nos feltros do BSOP Million, ele era Helder Junior. Quando o dia for encerrado, ele liderava o evento com 5.240.000 fichas. O que poucos sabiam era que aquele jogador vinha de Rio Branco, no Acre, e que há apenas oito meses ele jogava poker.
Quando chegou a São Paulo, Helder tinha somente R$ 2.400 nos seus bolsos, e ele não sabia se participaria do Main Event. Incentivado por um amigo, o acriano resolveu engatar e fez bonito nos feltros do maior evento do País.

A mesa final mais cara do poker brasileiro
Dezessete jogadores chegaram com fichas na terça-feira, último dia do Main Event. Eles brigariam pelas nove vagas da decisão, e em menos de três horas a mesa final estava formada. Mais uma vez, o líder era Helder Junior. Além dele, estavam na grande final os paulistas Hugo Alem, Alexandre Crespi, Victor Zabukas, Leonardo Fachin, Rodrigo Moraes, Bruno Marino Ricardo Tavares e o português radicado no Rio de Janeiro, João do Carmo.

Nas arquibancadas, a turma do Four Bet Team era um show a parte. Liderados por Rafael Moraes, irmão de Rodrigo, um dos finalistas, eles fizeram uma tremenda bagunça, e o incentivaram em todas as mãos que ele se envolveu.

O primeiro a cair na decisão foi Hugo Alem, jogador que conseguiu a sua vaga no Main Event em um satélite de um dólar no PokerStars. Em seguida se despediram Alexandre Crespi, Leonardo Fachin e o estrangeiro João do Carmo.

Com cinco jogadores na mesa, a disputa foi intensa e várias mãos fizeram o público ir ao delírio. Mas após uma carta salvadora no river, Helder eliminou Victor e deixou o torneio com apenas quatro competidores.
Short stack neste momento, Rodrigo Moraes precisou mais que nunca da sua torcida e ela fez a sua parte, pedindo as cartas necessárias para salvar o jogador mais jovem da decisão. Porém a sua queda foi inevitável.

Com a chegada da final do evento, Ricardo Tavares ia adquirindo um stack que seria difícil de ser superado. Depois de eliminar Bruno Marino, na terceira colocação, ele ficou com 90% das fichas do torneio, o que transformou a sua vitória em uma questão de tempo.

No heads-up contra Helder Junior, Ricardo precisou de apenas duas mãos para vencer o maior evento da história do poker brasileiro. Veja como ele conquistou 500 mil reais:

Do botão, Helder anuncia all-in de 4.750.000 fichas, e Ricardo Tavares paga.

Showdown:
Ricardo: KJ 
Helder: 33
Bordo: 8J5KA    

Ficha Técnica:
8ª Etapa Brazilian Series Of Poker 2012
Data: 7 a 11 de dezembro
Local: Hotel Holliday Inn Anhembi (São Paulo - Brasil)
Buy-in: R$ 1.800
Field: 1.612 jogadores
Prize pool: R$ 2.450.240
1ª Etapa - Jhon Rua (Colômbia) - R$ 185.800
2ª Etapa - Marcelo Dabus (Rio de Janeiro) - R$ 116.000
3ª Etapa - Guilherme "Guilis" Garcia (Paraná) - R$ 137.300
4ª Etapa - Filipe "BDM" (Minas Gerais) - R$ 101.400
5ª Etapa - Cassio Kiles (São Paulo) - R$ 237.600
6ª Etapa - Gabriel Goffi R$ (São Paulo) - 130.000
7ª Etapa - Antônio Martins Alves (São Paulo) - R$ 189.150
8ª Etapa - Ricardo Tavares (São Paulo) - R$ 500.000





NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 65

Ano 6 - dezembro, 2012

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
Vem aí o WPT Uruguai no Enjoy Punta del Este!
Aumente seu stack agora! Stack fichas

NEWSLETTER

Receba nossas novidades em seu e-mail.

Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×