EDIÇÃO 43 » ESTRATÉGIAS E ANÁLISES

Pot-Limit Omaha: Teste de Diagnóstico

Seu jogo é bom mesmo?


Jeff Hwang

Este é um teste de diagnóstico com cinco questões que abordam uma ampla gama de tópicos. Para ter acesso ao teste completo com 50 questões, vide Advanced Pot-Limit Omaha, Volume III: The Short-Handed Workbook. (Em breve em português pela Raise Editora).

1. Trata-se de um jogo online de $1-$2.

Posição 1: $500
Posição 2: Vazia
Posição 3: $150
Posição 4: $200
Posição 5: Vazia
Posição 6: $400

Você está planejando fazer o buy-in máximo de $200. Supondo que a única informação objetiva seja o valor dos stakcs – você não sabe nada sobre os jogadores à mesa – que posição você escolhe?

a. Posição 2
b. Posição 5
c. Nenhuma


2. Um jogo online de $1-$2, six-handed, com stacks de $200. Você recebe J 10 9 3 no button. O jogador under the gun (UTG) e o cutoff entram de limp. Você entra de limp. O small blind completa e o big blind dá check. O flop vem 10 9 4. A mesa roda em check até o cutoff, que aposta $10. Você deve dar:

a. Fold?
b. Call?
c. Raise?


3. Um jogo online de $1-$2, six-handed, com stacks de $200. Você recebe J J 10 4 no button. Apenas o UTG entra de limp. Você entra de limp. O small blind completa e o big blind dá check. O flop vem K J 2. O small blind dá check. O big blind aposta $8 e o UTG dá fold. Você deve dar:

a. Fold?
b. Call?
c. Raise?


4. Um jogo online de $1-$2, six-handed, com stacks de $200. Você recebe A K Q 9 no button e abre raise para $7. O small blind – um jogador loose que gosta de tribetar do small blind – volta reraise para $23 e o big blind dá fold. Você paga. O flop vem Q 7 2. Seu oponente aposta $46. Você deve dar:

a. Fold?
b. Call?
c. Raise all-in para $177?


5. Um jogo online de $1-$2, six-handed, com stacks de $200. Você recebe J J 10 8 no button. O UTG abre raise para $7. O hijack volta reraise para $24 e o cutoff dá fold. Você paga. Ambos os blinds dão fold. O UTG paga. O flop vem 8 7 4. Ambos os oponentes dão check. Você aposta $72 e somente o UTG paga. O turn é o 7. Seu oponente aposta $104 all-in. Você deve dar:

a. Fold?
b. Call?

 

 

Respostas e Análises

1. a

A questão nº 1 é sobre escolha de lugar. Você tem duas posições disponíveis. O problema da Posição 5 é que você tem dois stacks enormes à sua esquerda e dois small stacks à sua direita. Com essa é a única informação objetiva, você deve querer os stacks grandes à sua direita e os pequenos à sua esquerda. Além disso, podemos supor que os jogadores com os dois maiores estoques são jogadores mais duros, e supor que o cara com $150 na Posição 3 não é duro o suficiente até que ele prove o contrário. A Posição 2 é sua melhor opção.

A escolha do lugar é discutida em Advanced Pot-Limit Omaha, Volume I, na Parte VIII: Miscellaneous Topics, e o impacto do tamanho dos stacks é trabalhado em Advanced Pot-Limit Omaha, Volume II, na Parte II: The LAG Approach.

2. b
3. b
4. c

As questões nº 2, 3 e 4 lidam com a avaliação da mão pós-flop e RSP (razão stack/pote).

Na questão nº 2, você tem dois top pairs em uma situação de RSP alta (RSP de 20); de modo parecido, na questão nº 3, você tem trinca do meio em uma situação de RSP alta (RSP de 25). Dito isso, dois top pairs e trinca do meio são mãos de potes pequenos fortes o bastante para se dar fold diante de uma bet, mas não fortes o suficiente para dar raise e inflar o pote. Portanto, dar apenas call é a melhor jogada em ambos os casos.

Na questão nº 4, você tem top pair em uma situação de RSP baixa. A jogada ideal é empurrar tudo.
A RSP é abordada com detalhes na Parte II de Advanced Pot-Limit Omaha, Volume I.

5. b

A questão nº 5 trata de como detectar blefes, tema abordado na Parte III de Advanced Pot-Limit Omaha, Volume I. Essa mão foi jogada por mim durante o evento de pot-limit Omaha de $2.500 event da World Series of Poker 2010.

A chave aqui é leitura de mãos. Meu oponente está representando qualquer mão que derrote seja lá o que eu tenha. Nesse caso, eu tenho Valetes. O problema é que, se meu oponente realmente tivesse alguma das mãos que me derrotam, ele teria dado shove no flop, tendo em vista o tamanho dos estoques.

Se ele tivesse 8-8-X-X, 8-7-X-X, 7-4-X-X ou 4-4-X-X, provavelmente teria dado shove no flop. Além do mais, essa é uma maneira muito estranha de se jogar com A-A-X-X, K-K-X-X ou Q-Q-X-X, a não ser que ele tenha um flush draw para acompanhar; mas, nesse caso, ele provavelmente também teria empurrado todas as fichas no flop.

Basicamente, se ele tivesse qualquer das mãos que me derrotam, ele teria ido all-in no flop.

A hipótese mais provável é que meu oponente tenha apenas o nut flush draw, e talvez algo como A-K-Q-J com o nut flush draw, tendo em vista seu raise pré-flop. Dito isso, ainda assim não é um call fácil: mesmo que eu esteja certo, continuo ser ter nada mais do que um coin flip contra A-K-Q-X com o nuts de paus, pois qualquer overcard também me derrota.

Mas ao final, eu dei o call, pois achava mesmo que tinha a melhor mão, e eu não me respeitaria se tivesse dado fold. Meu oponente mostrou A-K-Q-5 com o nut flush draw. O 9 bateu no river e eu ganhei com o straight.

 

 

Avaliação Final

Pontuação Total Avaliação Comentário

5 A Excelente. Um bom começo.
4 B OK, mas você pode melhorar.
3 C Fraco. Você tem trabalho pela frente. Eu posso lhe recomendar alguns bons livros.
0-2 F Você está tentando perder?


Jeff Hwang é um jogador de poker semiprofissional e autor de três aclamados livros de Pot-Limit Omaha. Você pode conferir seu site no endereço jeffhwang.com.




NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 43

Ano 4 - fevereiro, 2011

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
RoyalPag - Comprou, jogou, ganhou, sacou!
RoyalPag - Comprou, jogou, ganhou, sacou!
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online
Raise Editora - Os melhores livros de poker do mundo totalmente em português

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2019. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×