EDIÇÃO 67 » ESTRATÉGIAS E ANÁLISES

13 dicas para a mesa final

O que fazer para que o trabalho duro de horas ou de dias não seja jogado pelo ralo?


Diógenes Malaquias

Como todos os jogadores de poker sabem, o grosso da prize pool de um torneio está na FT. Ainda assim, o prêmio do último colocado da mesa final chega a ser 10 vezes menor do que o do campeão. Então, o que fazer para que o trabalho duro de horas (online) ou de dias (live) não seja jogado pelo ralo?

No artigo desta edição, 13 dicas para jogar a tão sonhada mesa final:

#1 DÊ VALOR ÀS FICHAS
Não se envolva em muitas mãos e nem em potes multiway (com mais de um adversário), como em fases anteriores. Aqui, a relação stack e blind é pequena, e não temos espaços para desperdiçar fichas. Lembre-se que o objetivo do torneio é acumular todas as fichas, de todos os adversários, e quando você perde um blind, deixa de ganhar um blind ao dobrar seu stack – e o adversário, que ganhou o seu blind, vai ganhar um blind extra ao dobrar. Portanto, não desperdice suas fichas com calls desnecessários.

#2 RAISE, NÃO CALL
Evite ficar pagando aumentos. Aposte mais, seja você o agressor. Tenha sempre a fold equity (FE) ao seu lado. O número de vezes que um adversário dá fold, frente ao seu aumento ou reaumento, pode transformar mãos com expectativa negativa (-EV) em mãos com expectativa positiva (+EV). Ter FE é uma das armas mais importantes em mesas finais.



#3 CONHEÇA O INIMIGO
Já na mesa semifinal, aproveite pra coletar o maior numero de informações e fazer observações sobre os adversários. Pressione os que sentem a pressão da bolha da FT. Estes são os que jogarão de forma mais passiva e com uma porcentagem de blefes muito baixa em seu arsenal.

No online, você pode pesquise sobre cada jogador no OPR ou Sharkscope. Observe quem é regular, recreativo, lucrativo e, principalmente, qual a média de buy-in deles em relação à premiação do torneio. Jogadores de limites mais baixos (low stakes) sentem-se muito mais pressionados em fases finais de torneios mid e high stakes, por exemplo.

#4 CUIDADO COM AS JOGADAS DE ALTA VARIÂNCIA
Evite jogadas em que as decisões tenham pouco EV. O longo prazo da FT é bem mais difícil de ser alcançado. Assim, uma jogada pode ser +EV em relação às fichas, mas -EV se levarmos em conta a premiação. Isso pode ser calculado usando o ICM (Independent Chip Model). Um bom exemplo é um all-in contra dois oponentes. Além das fichas, quando um deles cai, você salta para a próxima faixa de premiação, o que faz bastante diferença na lucratividade final.

#5 DEFINA SEUS ALVOS
Jogue potes, preferencialmente, contra os stacks médios. Eles não estão em uma situação que gostariam de envolver todas as fichas em uma mão, e quando sentem que estão atrás, ficam propensos a desistir. E abuse dos jogadores shorts. Na maioria das vezes, eles estarão jogando de formar tight, o que nos proporciona uma boa fold equity.

#6 JOGANDO COM POUCAS FICHAS

Caso esteja short, evite ir all-in com mãos fracas contra os jogadores que possuem stacks grandes. A tendência é que eles paguem com um range bem amplo de mãos.

#7 NÃO SE DESESPERE
Comece jogando de forma mais tight. Observe as tendências da mesa e dos jogadores. Isso irá facilitar na tomada de decisões.

#8 AGRESSIVO, NÃO LOUCO
Jogue de forma mais agressiva, como eu já disse, prefira aumentar e reaumentar em vez de apenas pagar, mas lembre-se: agressividade não é sinônimo de estupidez. Aqui, vale repetir: fold equity, fold equity, fold equity.



#9 CUIDADO COM OS MOVES
Nesta fase, evite tentar achar spots contra mais de um jogador.  Há grandes chances de seu blefe não passar ou de você encontrar um adversário com uma mão de valor – já que, na mesa final, o jogo é um pouco mais tight.

#10 ESQUEÇA SUA POSIÇÃO EM FICHAS
Nunca se importe com sua atual colocação na FT. Aqui, o mais importante são suas fichas em relação aos mais shorts e à média do torneio.

#11 ATACANDO OS BLINDS
Mantenha o foco em uma boa estratégia para roubar blinds. Isso é necessário para mantermos nossa FE alta.

#12 POSIÇÃO NA MESA
Não jogue fora de posição. Raramente o EV vai compensar o investimento das fichas.

#13 RUMO AO TOPO
Jogue sempre para vencer, mas lembre-se que quanto mais você se envolver em situações que há o risco de eliminação, mais difícil será conquistar o título.





NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 67

Ano 6 - fevereiro, 2013

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Curso Poker Fora da Caixa em Belo Horizonte - Massari Poker School
Fichas de Poker

NEWSLETTER

Receba nossas novidades em seu e-mail.

Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online



30% de desconto em todos os livros de poker. Até 3x sem juros. Você ainda ganha baralho Copag.

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×