EDIÇÃO 98 » COLUNA INTERNACIONAL

Agredir para Vencer

O estilo LAG


Ed Miller
LAGs vencem. Nem todos eles, é claro. Mas se você assistir aos jogos no-limit hold’em de $5-$10 ou $10-$20, há uma boa chance de o melhor jogador da mesa adotar um estilo LAG.
 
Loose-aggressive, ou LAG, é alguém caracterizado por jogar muitas mãos — algumas de forma errada — e apostarem bastante pós-flop. Na maioria das vezes, esse estilo vence — e vence mais rápido que qualquer outro. 
 
Mas veja bem. Esse não é um estilo perfeito. Na verdade, se você adaptar a sua estratégia, você poderá batê-lo facilmente. A razão pela qual o estilo LAG ganha é porque ele explora a forma “sólida” como a maioria dos jogadores aprendeu a jogar.
 
Agredindo pós-flop
 
A chave para um estilo LAG não é a parte loose, mas a parte agressiva. Não é agressividade cega, mas algo pensado, principalmente em bordos que jogadores normais cometem erros.
 
Um jogador típico veria uma mão como A-10 em um bordo 8-8-5 apenas como um Ás-high, mas veria A-5 como dois pares. Quando o LAG faz uma aposta com A-10, ele sabe que o valor de mão converge com a do A-5, e ambas se tornam “bluff catchers” (pega blefes). É um erro jogar as duas mão de maneira diferente só porque elas estão em lugares diferentes na tabela de mãos.
 
Muitos jogadores também colocam uma enorme distância entre um top pair e um par do meio. Em um flop J-10-4, Q-J tem o top pair, mas Q-10 não. Isso é claro, mas novamente, em muitos cenários do jogo, principalmente contra um jogador loose-aggressive, as duas mãos possuem o mesmo valor.
 
É nas mãos marginais que os LAGs constroem o seu lucro. Eles fazem uma 3-bet pré-flop, então apostam metade do pote no flop e novamente no turn. Como um déjà vu, eles assistem seus oponentes desistirem de qualquer coisa que não seja pela menos um top pair. Por exemplo, em um flop 8-8-5, os LAGs sabem que os seus adversários, muitas vezes, pagaram a aposta no flop com um Ás, um Rei e até uma Dama, mas que não continuarão na mão no turn diante de uma nova aposta (a não ser que acertem algo).



Imagem de maníaco
 
LAGs podem jogar soltos no pré-flop porque geralmente eles puxarão o pote no turn ou no river. Se os adversários estão dando fold, eles não precisam acertar boas mãos com frequência, basta apostar nos bordos certos.
 
No entanto, um dos grandes bônus do loose-aggressive é que ele cria uma imagem de maníaco na mesa. Isso faz com que os jogadores tentem pegá-los blefando em situações que claramente eles estão apostando por valor.
 
Por exemplo, um LAG abre raise de $30, a três posições do button (BTN), em um jogo de $5-$10. O BTN e o big blind. Há $95 no pote e eles têm $2.000 pra trás. O flop vem A 7 4 . O big dá mesa e o LAG aposta $90. O BTN dá fold, mas o big dá o call. O Turn é um 8 . O big sai atirando $150 em um pote de $275. O LAG reaumenta para $450. O big dá call. O river é um 4 . O big pede mesa e o LAG empurra all-in de $1.460 em um pote de $1.175. 
 
Típicos LAGs, que jogam $5-$10, não estariam blefando contra um amador nessa situação. O big blind, ao que tudo indica, tem um Ás. Ele dá check-call no flop, sai apostando no turn e paga o raise.
 
Ao pagar o raise no turn, com uma mão como A-J, é típico do jogador recreativo também pagar o all-in no river de um LAG. “Esse cara não vai parar de apostar. Se eu pagar este raise no turn, tenho que estar preparado para pagar um possível all-in no river”, esse é o pensamento geral. Mas o bom LAG conhece bem essa dinâmica e mesmo que ele esteja blefando em alguns turns, quando ele vai all-in river, dificilmente ele terá algo pior que A-Q. Então, pagar com A-J é um jogada terrível.
 
Derrotando o LAG
 
Como eu disse no início do artigo, derrotar um LAG é simples, desde que você adeque a sua estratégia para fazer isso. O primeiro passo é jogar com um range de mãos menor pré-flop, ou seja, fique mais tight. Quando você joga mais mãos fortes contra os LAGs, você já começa em vantagem para puxar o pote.
 
O segundo passo é olhar o que o tamanho das apostas do adversário estão tentando lhe dizer. Em cash games, quando estão blefando, LAGs tentam puxar o pote com apostas pequenas no flop e no turn. No entanto, quando eles querem usar sua imagem maníaca, eles tendem a apostar alto, como se quisessem lhe expulsar do flop.
 
O terceiro passo é pensar o que sua mão pode representar para um LAG. Por exemplo, o flop vem K-7-6 e você dá check-call na aposta do oponente. O turn é um Nove, e você dá check-call mais uma vez. O LAG sabe que há chances de você ter um K, mas também um Dez ou um Oito. No entanto, seu range de call no turn deve incluir mãos que tenha Seis, Setes e Noves. Por quê?
 
Veja bem, se uma Dama aparece no river e ele aposta. Você deve considerar dar call com quase qualquer mão que tenha pareado. A aposta do LAG no river significa duas coisas: ou ele pode derrotar um Rei forte ou ele está blefando. Sabendo que há chances de estar perdendo para um Rei, ele jamais apostaria com uma Dama ou outra mão de valor fraco ou médio, ele simplesmente daria mesa e torceria para você mostrar algo pior.
 
Considerações finais
 
Jogadores LAGs dependem de ganhar um percentual alto de mãos para terem lucro. Eles precisam fazer com que seus adversários deem fold ruins em alguns tipos de bordos. Então, se você quer vencer um LAG, siga a cartilha: jogue tight, não desista facilmente para apostas pequenas, evite entrar em guerras de raises e reraises. No final das contas, você ganhará fichas dando corda para que o próprio LAG se enforque.




NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 98

Ano 9 - setembro, 2015

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Raise Editora

NEWSLETTER

Receba nossas novidades em seu e-mail.

Astropay

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2018. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×