EDIÇÃO 17 » COLUNA INTERNACIONAL

Poker Brat Odeia Perder!

Ganhe uma, perca uma


Phil Hellmuth

Nesses dias, tenho jogado muitos heads-ups de $50-$100 no UltimateBet.com. Tenho tido altos e baixos e, como não suporto perder, tem sido bastante frustrante para mim. Imagine: 50% do tempo eu estou irritado! Na verdade, eu no lucro no geral, mas esse ódio absoluto que eu tenho de perder afeta meu humor – como ficou evidente em meus acessos de raiva na ESPN todas as terças-feiras de outubro. Uma noite eu perdi cerca de $12.000, e estava bastante aborrecido. Mas antes que a perda começasse a me deixar de mau humor por uma hora, eu decidi usá-la em minha vantagem. Em vez de culpar meus oponentes e as cartas, eu olhei a fundo a maneira como eu tinha jogado ao longo das horas anteriores e, mais importante, a maneira como eu tinha gerenciado meu dinheiro online. Depois de muita reflexão, entendi que essas são as coisas que preciso melhorar: primeiro, preciso ganhar mais; segundo, preciso sair para um intervalo com mais freqüência; e terceiro, preciso manter minha paciência não importa quantos potes eu perca ou quantos bad beats eu sofra. Para resumir: paciência, paciência, paciência, tirar alguns intervalos ao longo do caminho e sair quando eu estiver à frente mais vezes.

Levando em conta que a altamente divulgada quantia que eu ganhei jogando torneios de poker é mais do que $10 milhões (não incluídos os ganhos e perdas em jogos paralelos), preciso superar esse efeito de mudança de humor que perder me causa. Ou não preciso? O fato de eu odiar tanto perder tem “me dado” tanta dor, frustração e medo que eu continuo tentando me certificar de que nunca perderei novamente — ou pelo menos de que eu jogo meu melhor o tempo todo e gerencio meu dinheiro da melhor maneira possível. Portanto, esse “efeito de odiar perder” tem me servido bem no longo prazo. Contudo, ele também tem me feito jogar menos poker nos jogos paralelos, tanto online quanto no mundo real. Alguns críticos (como meu amigo Daniel Negreanu) dizem que eu não jogo tanto porque sou um perdedor nos jogos paralelos. Isso é absurdamente inverídico! Eu ganhei dinheiro quase todo ano nos jogos paralelos desde 1987. Quando eu tive um ano de derrota, foi devido a não jogar muitas horas naquele ano. Em qualquer caso, eu não participo dos jogos paralelos com muita freqüência por causa desse efeito de odiar perder. Por exemplo, quando eu jogo no Bellagio três dias consecutivos e ganho muito duas vezes (digamos, $95.000 e $60.000) e então perco muito uma vez (digamos, $105.000), eu digo a mim mesmo: “Quem precisa dessa m****? Eu não quero perder $105.000 em um dia!” Esse dinheiro poderia ser usado em roupas e designs para minha linha de roupas “Poker Brat” (PokerBrat.com).

Mas voltemos aos heads-ups com blinds de $50-$100 do UltimateBet.com, em que o buy-in máximo é de $10.000. Eu geralmente entro com $5.000, e foi esse o caso nessa partida. Eu discutirei duas mãos, uma que ganhei e uma que perdi.

Primeiro, vamos dissecar a mão sortuda e as táticas que em empreguei. Meu oponente fez tudo $300, e eu paguei com Q4. O flop foi 943. Pedi mesa, meu oponente apostou $600 e eu aumentei para $2.400 (eu aumentei o tamanho do pote). Ele pagou, a carta do turn foi o A e eu fui all-in com $7.600. Meu oponente deu insta-call, e o river foi o 10. Ele mostrou A-9, e eu levei o pote de quase $21.000 com um flush! Gosto da aposta de $600 do meu oponente no flop. Eu gosto de meu raise do tamanho do pote com um par e um flush draw. Eu corro perigo apenas se estiver enfrentando uma trinca, e posso me livrar de muitas mãos fracas que me derrotam. Minha aposta de $7.600 no turn foi muito agressiva, mas, para mim, era all-in ou pedir mesa.

Na segunda mão, meu oponente abriu com um mini-raise em um total de $200, e eu paguei com Q7. O flop veio Q107. Eu pedi mesa, meu oponente apostou $250 e eu aumentei para $1.150 (quase o tamanho do pote). Meu oponente pagou, a carta do turn foi o 5 e eu pedi mesa. Meu oponente agora apostou $2.500 e eu concluí que precisava ir all-in com meus cerca de $9.000 restantes. Ele pagou instantaneamente, e eu pensei: “Oh-oh. Acho que estou em apuros”. O river foi o 10 e a mão de meu oponente estava virada para cima enquanto ele recolhia o pote: ele tinha KQ. Uau! Eu era favorito em mais de 6-1 para ganhar o pote com uma carta por vir (eu tinha 38 cartas vencedoras contra seis dele — três dez e três reis). Eu gosto da aposta de $250 do meu oponente no flop. Adoro meu aumento quase do tamanho do pote. Considero padrão o call dele. No turn, meu pedido de mesa foi OK, e uma aposta do tamanho do pote teria funcionado também. Eu não ligo para a aposta de $2.500 do meu oponente no turn. Meu all-in foi fantástico, e o pagamento dele foi péssimo! Imagine o seguinte: com apenas um par, meu oponente colocou $10.000 no pote que tinha começado pequeno – louco! Ele facilmente poderia estar tentando um draw inútil, caso eu tivesse uma trinca, ou seria um azarão em 13-1, caso eu tivesse Q-10. Obviamente, meu oponente achou que eu tinha um draw, como KJ, e foi por isso que ele pagou. Ganhei uma, perdi uma, mas pelo menos eu é que fui agressivo em ambos os potes, pois fui all-in.




NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 17

Ano 2 - dezembro, 2008

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
RoyalPag - Comprou, jogou, ganhou, sacou!
Aposte agora no SportsBet.io
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online
Astropay
NetBet - Bônus de 100% até R$ 200

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2018. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×