EDIÇÃO 119 » MISCELÂNEA

The Book is on The Table: Pot-Limit Omaha Avançado - Volume I


Redação

O pot-limit Omaha (PLO) é definitivamente o que era o Texas Hold’em há alguns anos — um jogo que atrai muitos curiosos, que cada vez mais ganha adeptos e que possui muitos jogadores fracos em sua prática. Neste primeiro volume de Pot-Limit Omaha Avançado, o principal autor da variante, Jeff Hwang, lhe fornece todas as ferramentas para elevar seu conhecimento sobre PLO a um nível completamente diferente. Você aprenderá qual a melhor maneira de executar jogadas como o floating e o check-raise, como jogar o small ball e como identificar as melhores situações para 3-bet. São mais de 200 exemplos de mãos e um acompanhamento passo a passo para consolidar as habilidades avançadas, conceitos e estratégias apresentadas durante a leitura. Poker é um jogo divertido, mas é ainda mais divertido quando você ganha. E com Jeff Hwang como o seu mentor, você ganhará ainda mais do que antes.

 

CAPÍTULO VI – JOGOS SHORT-HANDED 

JOGO SHORT-HANDED: MÃOS PASSO A PASSO

O que se segue são 128 mãos que disputei em jogos short-handed, tanto ao vivo quanto online, utilizando as habilidades e empregando as estratégias apresentadas neste livro. A faixa de apostas vai de $0,10-$0,25 online, a tão altas quanto $5-$10-$20 ao vivo.


Mão Nº 1: Raise Pré-Flop, Carta Grátis, Float Combinado, Aposta de Valor Máximo


O jogo: $0,50-$1 online (6-max), cinco jogadores à mesa

Minha posição: Button

Minha mão: K♣Q♦10♣7♥

Pré-flop: O jogador no UTG ($90) entra de limp, o cutoff dá fold, e eu ($100) dou raise para $4,50. Somente o limper paga.

Eu tenho três cartas para o Broadway e uma carta quase conectada que ajuda a completar um nut straight (10-7 completa o nut straight, assim sete não é uma carta inócua), e eu tenho a força de boas cartas altas. Eu acho que entrar de limp ou dar raise são opções de força equivalente, dependendo dos oponentes. Se os blinds forem jogadores tight, e o limper for um jogador fraco, então dar raise máximo para tentar isolá-lo pode ser a opção de jogada preferida.

Se os blinds forem loose e pagariam qualquer raise, entrar de limp pode ser a melhor opção. Também, se o sete fosse um 6 (uma carta completamente inócua), eu também tenderia a entrar de limp ao invés de dar raise. Nesta situação, eu escolho dar raise.

Flop ($10,50): O UTG dá check. Eu dou check. 9♠6♦5♥

Eu tenho uma queda na gaveta para o nuts, e muitas cartas poderiam vir no turn para melhorar amplamente a minha mão. Eu odiaria tomar um 

check-raise aqui e ter que dar fold; vou conseguir uma carta grátis.

Turn ($10,50) Q♠: O UTG aposta $10,50. Eu pago.

Esta é uma boa carta para mim. Eu agora tenho duas quedas na gaveta para o nuts e top pair, o que, se não é bom, pode melhorar para dois pares ou uma trinca vencedora. Eu não posso dar fold por uma aposta.

River ($31,50) J♦: O UTG dá check.

Eu agora tenho o nut straight. Se afinal de contas o meu oponente tiver alguma coisa com o que me pagar, ele provavelmente pagaria uma aposta alta.

Ação: Eu aposto $31,50, e o meu oponente paga.

Nesta mão, o meu oponente, na verdade, acertou uma trinca de nove no flop e de fato pagou uma aposta no river.


Mão Nº 2: Par Mais Alto E Par Mais Baixo Heads-Up


O jogo: $2-$4 online, heads-up

Minha posição: Small blind/button

Minha mão: K♠Q♠10♥6♣

Esta é a primeira mão de uma disputa heads-up contra um oponente desconhecido.

Pré-flop: Eu ($400) dou raise para $12 do small blind/button. O big blind ($400) paga.

Abertura padrão.

Flop ($24): BB aposta $24.

K♠Q♠10♥

Eu tenho o par mais alto e o mais baixo, e uma queda na gaveta. É possível que eu esteja vencido aqui, mas eu não posso dar fold diante de uma aposta - e mais, eu tenho outs mesmo se estiver atrás. Dar raise é a escolha mais pobre, porque eu somente conseguirei ação de mãos das quais não quero conseguir ação, e estamos em uma situação de SPR alta (SPR 16,7). De forma ideal, eu gostaria de jogar um pote pequeno aqui. A jogada Small Ball é para pagar e apostar no turn na maioria das vezes se meu oponente der check.

Ação: Eu pago.

Turn ($72) 5♣: BB aposta $36.




A aposta fraca do meu oponente muda um pouco as coisas. Pode indicar uma mão fraca, ou pode ser uma reação a uma carta para o straight. Um raise aqui pode encorajar uma mão melhor (como K-9-x-x ou 9-9-x-x) a dar fold, ou fazer uma mão com queda (como Q-J-10-x) pagar.

Ação: Eu dou raise para $180. BB paga.

Interessante.

River ($432) 5♥: BB aposta $184 all-in.



Estou um pouco preocupado que o meu oponente tenha uma mão que me vença (K-9-x-x), mas neste ponto eu acho que tenho que continuar. O meu oponente pode ter 9-9-x-x - que eu posso vencer - ou pode simplesmente ter me dado crédito por um straight e estar tentando blefar com alguma coisa como Q-J-10-x.

Ação: Eu pago. O meu oponente mostra K♣10♦8♣8♥ para trinca de reis.

O último cenário acabou por ser próximo da verdade: o meu oponente acertou um par e uma queda na gaveta no flop, e no turn, um flush draw com rei como carta alta. O meu oponente mais tarde diria que ela estava tentando blefar representando um straight no river.



TÍTULO: Pot-Limit Omaha Avançado – Vol. I – Small Ball e Jogos Short-Handed (Advanced Pot-Limit Omaha: Vol I: Small Ball And Short Handed Play)

AUTOR: Jeff Hwang

NÚMERO DE PÁGINAS: 512

PREÇO: R$ 89,00 por R$ 44,50

DISPONÍVEL EM: www.raiseeditora.com




NESTA EDIÇÃO



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2019. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×