EDIÇÃO 115 » MISCELÂNEA

Hand for Hand: Jonathan Duhamel x Phil Hellmuth

$111,111 High Roller for One-drop da WSOP 2015


Vinicius Perri

A cada mês, um renomado profissional do poker nacional analisa uma mão entre duas feras do poker mundial. Nesta edição, o nosso colunista Vinicius Perri, especialista torneios, é o escolhido para falar sobre um embate entre o recordista de braceletes Phil Hellmuth e o campeão do Main Event da WSOP 2010 Jonathan Duhamel.


Jonathan Duhamel – 10.610.000 (7♠5♠)

Phil Hellmuth – 3.135.000 (10♦7♦)

Daniel Colman – 7.630.000 (Q♣5♦)

Blinds: 80.0000/160.000 com ante de 20.000


PRÉ-FLOP

Jonathan Duhamel entra de limp do button (BTN), Phil Hellmuth completa do small blind (SB) e Dan Colman pede mesa do big blind (BB).


Vinicius Perri: Existem alguns motivos para o Duhamel entrar de limp do botão com 7-5s: gerar um pote menor e não incentivar o resteal do Hellmuth. Além disso, quando Hellmuth optar pelo all-in, ele também perderá menos fichas. Outro motivo é para jogar contra um range fraco quando o Colman pedir mesa no BB.

Particularmente, neste caso, o 7-5s entra no meu range de bet-fold. Prefiro optar pelo limp com mãos que dominam o range de check do BB. Outro ponto a se considerar é que o limp do BTN é uma estratégia explorável se você não fizer o mesmo com o topo do seu range.


Flop: K♣ 6♦ 7♥ (Pote: 600.000)

Hellmuth e Colman pedem mesa. Duhamel aposta 325.000. Hellmuth paga.


Vinicius Perri: Duhamel provavelmente vai para bet-fold contra o Hellmuth. Porém, gosto da aposta dele. Ele consegue proteger sua mão ao fazer mãos de baixa equidade largarem, como 10-J e Q-10. 

O call do Hellmuth é padrão. Ele tem o segundo par e backdoor flush. Ele também poderia optar pelo all-in. Jogando contra o range fraco do BTN, ele tem grandes chances de recolher o dead money e aumentar seu stack em mais de 30%, além de proteger a mão dele contra cartas mais altas que têm com pouca equidade nesse flop. 


Turn: 3♥ (Pote: 1.250.000)

Hellmuth pede mesa. Duhamel faz o mesmo.


Vinicius Perri: Gosto do check do Duhamel. Não faz sentido ele apostar porque ele não faz nenhuma mão melhor desistir e ainda ganha uma carta grátis para realizar a equidade da sua mão. Além disso, ele tem valor de showdown quando sua mão não melhorar. 


River: 4♥ (Pote: 1.250.000)

Hellmuth aposta 250.000. Duhamel aumenta para 1.200.000.


Vinicius Perri: Acho que não faz sentido apostar de 20% do pote aqui. Em teoria, com essa aposta, ele querendo ser pago por uma mão pior. Mas com mais mãos piores Duhamel pagaria? Outro motivo para sua ação seria para induzir o all-in do Duhamel e assim efetuar o hero call. Mas acho que Hellmuth só tem valor de showdown aqui e poderia deveria optar pelo check-call ou check-fold, dependendo do tamanho da aposta do Duhamel. Outro grande problema com uma aposta de 20% é que ele abre espaço para criatividade do canadense, que poderia blefar algumas mãos piores que a do Hellmuth. 

Aqui temos outro ponto importante da mão. Quais mãos melhores Duhamel poderia estar dando esse raise por valor no river? Se pensarmos desde o range pré-flop, são poucas as combinações de Rei que Duhamel entra de limp. Se ele daria esse raise river apenas com top pair? Pensando nas trincas, acredito que o padrão seria o Duhamel abrir raise com todos os pares para pagar um possível resteal do Hellmuth. Então, basicamente Duhamel polariza o range em combos de 5 (3-5, 4-5, 6-5, 7-5, 8-5) e alguns flushes. 


Hellmuth paga. Duhamel puxa um pote gigante, assume a liderança do torneio e deixa o norte-americano short.


CONCLUSÃO

Obviamente que é muito complicado comentar uma mão de dois jogadores que estão claramente alguns níveis acima do field em geral e em uma dinâmica desconhecida por nós brasileiros: um high rollers de US$ 100 mil. Mesmo assim, espero que tenham gostado.




NESTA EDIÇÃO



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2019. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×