EDIÇÃO 33 » COMENTÁRIOS E PERSONALIDADES

Um Blefe Que se Adequa ao Seu Estilo

Alguns roteiros


John Vorhaus

Até determinado nível de experiência, muitos jogadores de no-limit hold’em têm como plano padrão de batalha jogar tight, esperar por mãos premium e apostar apenas com a melhor mão. A motivação para essa conduta é clara, especialmente nas águas turbulentas do no-limit, onde estoques podem ser perdidos em um único batimento cardíaco. Os iniciantes não tão confiantes querem colocar suas fichas em jogo apenas quanto tiverem extrema autoconfiança. Além disso, o lado negativo do plano também se torna claro bem depressa: se você apostar apenas com a melhor mão, seus adversários mais espertos não vão lhe dar ação, a não ser que também eles tenham mãos altas.

Aprender a blefar, portanto, marca um passo evolutivo necessário na carreira de um jogador de poker. Necessário, porém um pouco perturbador, pois a ideia de blefar deixa muitos jogadores desconfortáveis. Blefar e ser pego blefando parece soar como um pecado para alguns. Ainda assim, é o único antídoto conhecido para impedir que nossos inimigos fiquem muito confortáveis conosco, então é uma boa ferramenta que todos nós devemos utilizar. Nesta coluna e na próxima, irei apresentar alguns modelos específicos de blefes. Se você for um dos milhões de jogadores de poker que não blefam com frequência suficiente, seja por razões estratégicas, seja por motivos emocionais, pode achar útil seguir um desses roteiros.

O principal a se considerar quando se planeja um blefe é sua imagem atual na mesa. Você é visto como tight? Loose? Forte? Perigoso? O tipo de blefe que você consegue executar com sucesso depende totalmente da sua imagem na mesa. Portanto, ao blefar, para citar Shakespeare, “Ao seu próprio eu seja verdadeiro”. Vamos analisar alguns roteiros de blefes agora e ver o que é preciso para que eles funcionem.

Nome do Blefe: A Insustentável Dureza do Ser

Sua Imagem: Você tem uma imagem tight. Seus oponentes foram treinados pelos seus calls e raises infrequentes a acreditar que você sabe o que é uma mão de qualidade (e você sabe!), e que você jamais se envolve sem uma mão assim (bem... não jamais).

Seu Alvo: Você deve executar esse blefe contra um oponente que sabe que você é tight e que tem o hábito de lhe fazer desistir de mãos de segunda categoria quando ele mesmo segura mãos de segunda categoria.

A Situação: Embora você normalmente pague raises apenas com pares altos ou cartas altas do mesmo naipe, procure uma oportunidade de dar call em um aumento pré-flop de um oponente que você sabe que é malicioso, não importa que duas cartas você segure. O ideal é que você tenha posição e esteja enfrentando apenas um oponente. Lembre que, se ele acha que você é tight, quando der call no raise dele, ele vai achar que você tem uma mão sólida.


O Blefe: Você vai precisar de um flop favorável aqui, um que contenha um ás ou um rei. Se seu oponente der check, aposte. Se ele apostar, aumente. Ele sabe que você é tight e, portanto, deve ter acertado sua mão. Ele não vai hesitar em dar fold de forma alguma. Na verdade, ele vai se parabenizar por não ter lhe dado ação quando você obviamente tinha uma mão.

Nuance: Ajuste o valor da sua aposta ou aumento para fazer parecer uma aposta “tentadora”, uma pequena aposta destinada a atrair seu oponente. Nessas circunstâncias, a pequena aposta tem mais chances de se adequar à sua imagem tight e convencer seu oponente de que você acertou sua mão. Como bônus, caso ele tenha uma mão de verdade e reaja com um reraise significativo, você pode abandonar seu blefe com custo mínimo.

E Depois: Volte a dormir. Espere por sua mão premium usual ou espere mãos suficientes para que sua imagem tight seja reforçada o bastante para preparar outro blefe. Contra determinados oponentes, você pode utilizar esse blefe várias vezes durante o dia todo.

Advertência: Siga à risca! Esse blefe não funciona se você não tiver coragem de executá-lo. Ao ter preparado seu oponente para uma aposta blefando ou um aumento blefando, você precisa puxar o gatilho. Não dê call a não ser que intencione apostar no flop que você espera.

Nome do Blefe: Loose in the Sky (Sem Nada)
Sua Imagem: Você tem uma imagem loose. É o tipo de jogador que se envolve em muitas mãos, e seus oponentes não lhe dão muito crédito quando você entra no pote. Tudo bem: a percepção deles sobre você vai fazer com que eles deem muitos folds.

Seu Alvo: Direcione esse blefe a adversários previsíveis — os chamados jogadores de valor real — aqueles que sabem o bastante sobre hold’em para jogar com os tipos certos de mãos, mas não o suficiente para jogar com todas as suas mãos corretamente.

A Situação: Tendo estabelecido que você brinca com todo tipo de mãos estranhas, jogue a isca pagando um raise ou apostando contra um jogador de valor real. Você conhece a mão dele: par alto ou cartas altas do mesmo naipe. Ele tem a melhor mão ao ver o flop, mas isso não importa, pois apenas um flop bom ajudaria a mão dele — só que uma ampla variedade de flops ruins ajudaria a sua!



O Blefe: Assim como na maioria dos blefes que dependem do flop, esse funciona apenas se as cartas cooperarem. Se o flop vier somente com cartas altas, é o fim para você, pois seu oponente não vai lhe dar o crédito de ter acertado nada, enquanto você sabe que o flop o ajudou. Mas suponhamos que o flop venha 9-8-7. Você treinou seu inimigo para esperar que você segure algo como 9-8 ou 9-7, então, quando você aposta, como ele poderia ficar? Se tudo que ele tem é um draw para overcards, ele irá embora correndo. A única mão com a qual ele pode realmente pagar é um overpair, mas mesmo assim ele não se sentirá tão bem, pois você pode facilmente estar semiblefando com uma queda para sequência ou já ter uma mão que o derrote com dois pares fracos.

Nuance: O melhor amigo do jogador loose é um flop com cartas médias coordenadas — mas nem tanto. É melhor, por exemplo, apostar com duas cartas do mesmo naipe no bordo do que com três, pois três podem fazer com que seu adversário continue na briga caso tenha uma única overcard daquele naipe. Busque flops que não ajudam uma boa mão de forma alguma, mas que poderiam ajudar o tipo de mão com o qual acham que você joga.

E Depois: Siga em frente. Se você puder colocar seus adversários em grandes mãos com confiança, mas eles não forem capazes de lhe colocar em nenhuma, estarão basicamente lhe convidando a blefar. Tome cuidado apenas para não permitir que eles preparem armadilhas contra você: aborte o blefe caso encontre resistência verdadeira.

Advertência: Cuidado com um flop fraco que beneficie uma grande mão. Um flop como 10-6-3 ou J-8-7 pode significar grande perigo para sua tentativa de blefe, já que seus adversários de valor real podem facilmente ter dado call com A-10 suited ou Q-J suited. Portanto, como eles sabem que você não pode ser levado a sério, é provável que paguem quando você apostar e lhe derrotem com a melhor mão.

Eu voltarei em minha próxima coluna com mais dois roteiros de blefes. Enquanto isso, tente executar os dois que apresentei aqui, ou um que você elabore. Dinheiro ganho, dizem, é melhor do que dinheiro trabalhado, e dinheiro ganho sem nada é o melhor tipo de dinheiro que existe.




NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 33

Ano 3 - abril, 2010

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
Vem aí o WPT Uruguai no Enjoy Punta del Este!
Aumente seu stack agora! Stack fichas

NEWSLETTER

Receba nossas novidades em seu e-mail.

Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×