EDIÇÃO 22 » ESPECIAIS

Huck Seed Vence NBC National Heads-Up Poker Championship 2009

Ultrapassa Chris Fergunson como jogador mais consistente na história deste torneio


Ryan Lucchesi

O National Heads-Up Poker Championship da NBC é um torneio no qual a sorte geralmente pode desempenhar um grande papel determinando o resultado da disputa. Por causa disso, algumas pessoas disseram que o evento é uma sucessão de coin flips valendo $500.000 entre os 64 competidores convidados. Este ano, um jogador provou que sua habilidade como especialista em confrontos heads-up desafiou as odds de tais coin flips quando ganhou dinheiro pelo quinto ano consecutivo, e realmente provou sua supremacia ao vencer o torneio. Foi uma jornada que começou com 64 competidores e acabou com um campeão.

Rounds Um e Dois
Os 64 competidores incluíam cinco celebridades, quatro qualificados online, dois qualificados pelo Caesars Palace (o cassino anfitrião) e 53 dos melhores jogadores de poker do mundo. No Dia 1 aconteceram todos os confrontos da primeira rodada, e ao final do dia metade dos competidores tinha sido mandada para casa. O primeiro round teve várias surpresas. Brad Garrett foi a primeira de três celebridades a passar para a fase seguinte, ao derrotar Annie Duke na chave Ouros, e então Don Cheadle teve um desempenho que lembrou muito sua vitória sobre Phil Ivey no primeiro round em 2007. Cheadle superou outro temido inimigo em heads-ups: ele eliminou David “The Dragon” Pham para avançar para na chave Paus. Menos surpreendente foi a experiente celebridade Gabe Kaplan ter avançado para a segunda rodada pela terceira vez, mas foi o oponente que Kaplan derrotou que foi um choque. Ele eliminou o campeão e maior ganhador de dinheiro do NBC Heads-Up, Chris Ferguson.

Os únicos dois jogadores que premiaram nos quatro anos anteriores do evento ganharam suas partidas do primeiro round mais uma vez. Huck Seed e Scott Fischman avançaram para a fase seguinte, mas Fischman deixou de ganhar dinheiro pela quinta vez ao perder para David Williams. Isso fez de Seed o único jogador a ficar na zona de premiação em cada um dos cinco anos do evento, ao derrotar Gus Hansen e passar para as oitavas-de-final. As três celebridades que avançaram se deram muito pior no segundo round. Kaplan perdeu para John Juanda na chave Espadas, e um concentrado e determinado Cheadle perdeu para o campeão de 2007 Paul Wasicka. Garrett era de longe o jogador mais divertido e barulhento da competição, entretendo cada fã na audiência ao longo do processo. Suas brincadeiras verbais quase foram suficientes para distrair Glen Chorny na segunda rodada, mas Chorny acabou derrotando Garrett para entrar nas oitavas-de-final, em que restaram apenas profissionais do poker.

Oitavas-de-final e Quartas-de-final
O confronto mais divertido das oitavas foi entre Scotty Nguyen e “o artista anteriormente conhecido como Daniel Negreanu”, de acordo com a anfitriã do NBC Heads-Up Leeann Tweeden. Negreanu tinha se vestido como “Príncipe do Poker” para a partida contra Nguyen. Negreanu emergiu como vencedor e avançou para quartas-de-final pela segunda vez, onde enfrentaria Vanessa Rousso.

Rousso estava se dando bem no evento NBC Heads-Up 2009. Ela tinha assinado um contrato de patrocínio para se tornar a mais nova garota GoDaddy.com um dia antes do torneio, e estava atuando bem com vitórias sobre Doyle Brunson, Phil Ivey e Paul Wasicka. O diretor-executivo do GoDaddy.com Bob Parson e a outra garota-propaganda Candice Michelle torciam por Rousso da plateia, juntamente com o noivo dela, Chad Brown.

David Williams vs. Sam Farha, David Oppenheim vs. Huck Seed e Bertrand Grospellier vs. Phil Hellmuth se juntaram a Rousso vs. Negreanu na disputa das quartas-de-final. Williams foi o primeiro a sair ao perder para Farha em menos de meia hora após o início da partida. Enquanto segurava Q-6, Williams foi all-in em um bordo com Q-Q-6-4-10, acertando um full house. Ele foi vítima de um dos maiores baldes d’água fria do torneio quando Farha mostrou Q-10 para um full house maior, e prosseguiu para a semifinal.

A boa campanha de Oppenheim não foi surpresa. Substituindo no último minuto Layne Flack, que foi preso na noite anterior por dirigir alcoolizado, tinha ficado recentemente entre últimos quatro do evento heads-up do L.A. Poker Classic de $10.000. Seed acabou com qualquer esperança que Oppenheim pudesse ter de ser o segundo jogador substituto a ganhar o campeonato (Wasicka conseguiu esse feito em 2007) quando o derrotou e avançou para a semifinal pela terceira vez. Quando foi all-in contra Grospellier poucos minutos depois do começo da partida, Hellmuth experimentou um rápido destino, com derrota similar à do primeiro round de 2008 para Tom Dwan. “ElkY” pagou e revelou um par de ases contra o par de damas de Hellmuth. Os ases prevaleceram e Grospellier avançou.

Rousso continuou sua boa corrida nas quartas-de-final e provou que Cinderela pode às vezes usar um par de luvas de boxe no processo. Em um dos confrontos mais impressionantes do torneio, ela acelerou numa mão contra Negreanu e dobrou, depois fez o mesmo novamente e avançou para os quatro últimos.

Semifinais
Os embates das semifinais foram Grospellier vs. Rousso e Seed vs. Farha. Rousso mais uma vez ganhou seu confronto. Ela dobrou duas vezes e tomou a liderança de Grospellier, e então acabou com ele. Na mão final, Rousso tinha um par de sete na mão contra K-6 de ElkY. Ela acertou uma sequência e Grospellier ficou em terceiro lugar, empatado com o outro semifinalista eliminado ($125.000).

A batalha entre Farha e Seed foi de longe a mais longa do torneio. Ela contou com sete potes em que um jogador arriscou todas as fichas, e quatro mudanças de liderança ocorreram. Farha foi o primeiro a dobrar (com ases) e tomar a liderança. Seed duplicou em seguida (com damas). Farha dobrou novamente (com A-Q dominando A-2 de Seed) para recuperar a liderança, enquanto os blinds e antes subiam cada vez mais para forçar a ação. Seed ficou debilitado depois dessa mão, mas conseguiu dobrar depressa duas vezes e chegou perto de empatar com Farha. Os dois então foram all-in de novo, apenas para dividir o pote quando uma sequência foi virada no bordo. Seed finalmente ganhou a partida quando seu 108 enfrentou A-K de Farha. O river deu a Seed um flush, e Farha foi eliminado na terceira colocação, empatado com ElkY ($125.000).

Final
Quando Rousso e Seed iniciaram sua batalha melhor de três para decidir o campeão do torneio, havia muito mais em disputa além de $500.000 e um dos títulos mais prestigiados do ano. Seed selaria seu status como jogador mais consistente da história do NBC Heads-Up com uma vitória, enquanto Rousso se tornaria a primeira mulher a ganhar o título depois de um difícil caminho no campeonato derrotando Brunson, Ivey, Wasicka, Negreanu e Grospellier – e Seed seria uma ótima conquista final para adicionar a seu currículo.

Seed mostrou sua experiência e tomou logo a liderança na primeira partida. No primeiro grande confronto entre os dois, Rousso apostou 100.000 no river com um bordo contendo AQ7104, e Seed voltou all-in. Rousso pensou durante tensos 30 segundos, e decidiu largar sua mão. Seed se mantinha sólido na liderança e, 20 minutos mais tarde, Rousso foi all-in pré-flop com QJ. Ela logo descobriu que estava dominada quando Seed pagou e mostrou KJ. O bordo veio A956A e Seed faturou a primeira partida.

Os jogadores tiveram 15 minutos de intervalo e voltaram para o segundo round, que tomou um tom sério quando Rousso retomou o trabalho com vigor, na esperança de empatar o placar. Ela tomou uma leve liderança cedo, mas Seed retomou a vantagem e então fechou o confronto. Na mão final, o bordo veio K8310 antes dos fogos começarem. Rousso foi all-in e Seed pagou. Rousso mostrou J10 e Seed revelou K7. O river foi o 5, e Rousso foi eliminada, ganhando $250.000.

Seed foi coroado campeão do NBC Nationla Heads-Up Poker Championship 2009, e foi premiado com $500.000 em dinheiro pelo campeão de 2008, Chris Ferguson. Seed também levou para casa o troféu de campeão, e superou Ferguson como o jogador mais consistente da história do evento. Ele agora tem um recorde de 18-4 na competição NBC Heads-Up, melhor que qualquer outro jogador do planeta.

UMA MESA DE DUAS CELEBRIDADES
Brad Garrett Tenta Desconcentrar os Oponentes Conversando, Enquanto Don Cheadle Encontra Seu Próprio Ritmo.

Celebridades sempre foram uma atração interessante no NBC Heads-Up. Embora muitos tenham sido eliminados no primeiro round, alguns ganharam várias partidas e criaram histórias de Cinderela. Shannon Elizabeth chegou à semifinal e Don Cheadle preocupou Phil Ivey no primeiro round em 2007, enquanto Orel Hershiser chegou às quartas-de-final em 2008. Além disso, Gabe Kaplan e Jennifer Tilly têm tido performances consistentes, e, uma vez ou outra, Jason Alexander, James Woods e Jerry Buss também tiveram sucesso.

Brad Garrett foi a celebridade novata no evento NBC Heads-Up 2009, e instantaneamente se tornou um divertido animador, falando muito com seus oponentes e agradando os fãs ao longo da plateia. Cheadle deixou que seu poker falasse por ele, mantendo uma compostura calma na mesa. A estratégia de cada jogador deu certo, pois ambos se deram bem na primeira fase. A Card Player encontrou os atores e descobriu o que faz o jogo deles dar certo.

Don Cheadle
Ryan Lucchesi: Você derrotou dois oponentes muito difíceis em dois desses três anos aqui no NBC Heads-Up. Você prefere enfrentar os melhores jogadores para testar seu poker?

Don Cheadle: Para meu tipo de jogo, todos eles vão ser difíceis, então não importa. Vou enfrentar os caras mais duros porque é como quando você se depara com um corredor melhor como um velocista — você fica mais rápido. Acho que eles conseguem tirar um jogo melhor de mim do que se eu jogasse com alguém do meu nível. Além disso, quero o desafio maior porque é mais divertido.

RL: Quanto do seu entendimento das emoções humanas e tells físicas como ator é capaz de refutar algumas das vantagens no poker que seus oponentes possam ter?

DC: Sabe, eu realmente não uso muito isso. Quer dizer, acho que você pode ter uma sensação genérica sobre como as pessoas jogam; acho que é uma questão de ritmo — para mim é assim, enfim. Trata-se de encontrar o ritmo daquela partida em particular e ver onde você sente que aquela pessoa fica confortável e onde ela fica desconfortável, e decidir como tirar vantagem disso.
Brad Garrett

RL: Você é muito falante durante suas partidas heads-up. Isso é uma estratégia que você emprega para atrapalhar um pouco o jogo dos jogadores mais calados?

Brad Garrett: Eles não conversam, e eu converso muito de qualquer forma. Sou apenas muito interessado nas pessoas: adoro descobrir as pessoas. E eu sei que elas não falam ou respondem, então isso me faz falar mais. Se eles falassem ou respondessem, seria como uma conversa. Quanto menos eles falam, mais inseguro eu me sinto, e é aí que tenho que fazer coisas que são inapropriadas.

RL: É aí que eles revelam tells com suas reações?

BG: Não apenas tells: eles tentam se livrar de mim mais cedo do que deveriam. Eles pensam: “Ah, esse cara é um chato, vamos nos livrar dele”, e isso me empolga. Talvez seja por isso que eu não seja casado.

 

HEADS-UP COM HUCK SEED

Huck Seed bateu recorde na história do NBC National heads-Up Poker Championship ao conquistar o título em 2009. Ele agora é o único jogador a ter ficado na zona de premiação em todas as cinco edições, e seu recorde geral é 18-4. Ele ganhou $800.000 em eventos NBC Heads-Up, e é segundo na lista de dinheiro, atrás de Chris Ferguson ($1 milhão). Todo mundo conhece Seed como campeão da World Series of Poker 2006, e ele detém um total de quatro braceletes de ouro da WSOP. Também obteve sucesso recentemente em outros eventos heads-up, ganhando o evento no-limit hold’em heads-up de $5.000 no Canadian Open Poker Championship 2008, levando para casa $100.897 depois de superar um field de 64 inscritos. Ele agora tem mais de $4,6 milhões ganhos em torneios na carreira.

A Card Player conversou com Seed depois de sua vitória no NBC Heads-Up nas finais contra Vanessa Rousso. Ele falou sobre a vitória, bem como seu teste mais difícil no torneio, um showdown na semifinal contra Sam Farha.

Card Player: Você acha que a estrutura aqui é mais de habilidade ou ainda há muito de sorte?

Huck Seed: Acho que há muito de habilidade, mas não tanto quanto se você jogasse com alguém o dia todo durante uma semana, ou o desafio “Durrrr” [Tom Dwan]: obviamente, essa é uma quantidade de habilidade gigantesca. É poker ao vivo aqui, você pode ver a pessoa, há muita habilidade em cada mão e você joga muitas delas, então acho que há muita habilidade envolvida.

CP: Quem foi seu oponente mais difícil no evento?

HS: Sammy [Farha] foi o confronto mais difícil. Ele era o único cara que eu achava que estava acima de mim às vezes. Na minha partida com David Oppenheim, ele trouxe uma presença muito forte para a mesa, mas nossa disputa foi muito curta. Tivemos um coin flip no início e eu achei que fosse ser uma partida difícil.

CP: O que você achou dos múltiplos potes em all-in que ocorreram entre você e Farha?

HS: Os blinds ficaram muito altos e ele quase ganhou: eu não tinha quase nada, então tive muita sorte a partir daí. Ele me tinha dominado no confronto com uma liderança em fichas de 10-para-1. Acho que, até esse momento, ele jogou melhor que eu, mas quando eu tive um pouco de sorte e empatei, não houve muito jogo. Acho que joguei melhor que ele depois disso. Umas duas vezes ele entrou de limp e eu achei que ele estivesse fraco, e fui all-in sem nada e ele desistiu.

CP: Quando você tinha a liderança de 1-0 sobre Rousso nas finais, você começou a apostar mais para obter a vitória?

HS: Definitivamente não. Eu estava jogando meu melhor e tentando obter uma liderança antes que os blinds ficassem muito altos, então não houve apostas excessivas. Eu não queria me arriscar e dar a ela a chance de ter sorte e então forçar uma partida de desempate.
CP: O que significa ser o jogador mais consistente da história desse evento?
HS: Estou muito feliz com meu jogo: joguei muito bem na última partida e em alguns dos confrontos iniciais. Eu estava bastante feliz com a consistência de meu jogo. Foi um torneio incrível. Eu me diverti bastante.




NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 22

Ano 2 - maio, 2009

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
RoyalPag - Comprou, jogou, ganhou, sacou!
Aposte agora no SportsBet.io
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online
Astropay

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2018. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×