EDIÇÃO 116 » COLUNA INTERNACIONAL

Cinco erros pré-flop em no-limit hold'em


Doug Polk

Hold’em é um jogo fácil de aprender, mas muito difícil de dominar. Aprendê-lo requer tomar boas decisões desde o início e, obviamente, as primeiras boas decisões começam pré-flop. Vamos analisar alguns erros que os jogadores cometem e como corrigi-los.


1. ENTRAR DE LIMP

Há algumas situações particulares em que entrar de limp é certo, mas geralmente o limp lhe coloca em desvantagem por duas razões. Primeiro, é uma jogada passiva que lhe deixa apenas com chance de ganhar o pote: jogar bem o pós-flop — e jogar bem pós-flop é muito mais difícil do que jogar bem pré-flop. No entanto, ao dar raise, você pode ganhar o pote fazendo os outros jogadores darem fold, ganhando as fichas dos limpers ou simplesmente roubando os blinds. Caso seja pago, muitas vezes, mesmo que você erre o flop, uma continuation bet ainda pode lhe dar o pote.

Em outras palavras, dar raise permite que você desenvolva melhor a mão, dando-lhe mais de uma chance de vencer o pote, enquanto o limp requer acertar o flop.


2. JOGAR MUITO LOOSE

Muitos jogadores não têm noção do valor das mãos pré-flop. É fácil saber que A-A é melhor que K-Qo, que é melhor que 10-5s, que é melhor que 7-2o. Mas a questão é: quais mãos devem ser jogadas? O ponto aqui não é dar fold com A-A, mas saber quando largar um A-To pré-flop, do meio da mesa, por exemplo.

Muitos amadores simplesmente não sabem quais mãos são fortes o bastante para jogar pré-flop. É importante ter uma noção com o que você deve jogar e com o que você deve dar fold de cada posição da mesa. Jogar demasiadamente mãos não lucrativas pré-flop é uma das maneiras mais rápidas de ver seu jogo ir de vencedor para perdedor, mesmo que o resto do seu jogo seja sólido.



3. JOGAR MUITO TIGHT

Assim como jogar muitas mãos pré-flop pode ser desastroso, o outro extremo também é verdadeiro: jogar poucas mãos lhe fará perder dinheiro. Ao contrário do que muitos pensam, jogar tight demais pode ser prejudicial aos seus resultados.

Existem dois problemas aqui. Primeiro, ao jogar muito tight, você está dando fold com mãos de valor que poderiam lhe render dinheiro. Segundo, e consequência do primeiro problema, quando você recebe mãos muito fortes, a tendência é que as pessoas lhe paguem menos. Oponentes que estão prestando atenção perceberão quão poucas mãos você estará jogando e, como resultado, não ficarão no seu caminho quando você resolver disputar o pote.


4. NÃO TER UM PLANO DE JOGO

A melhor maneira de ser um vencedor é começar tendo uma estratégia vencedora pré-flop. Pense com o que você deve dar raise de a mesa rodar em fold até você, com mais mãos entrar de limp e com quais mãos fazer uma 3-bet ou simplesmente desistir se alguém abrir o pote antes de você.

Quero deixar claro, que a melhor maneira de montar um plano sólido de jogo pré-flop é fora das mesas. Desenvolver sua estratégia no meio do jogo pode custar caro, especialmente se você está começando a desenvolver o seu jogo ou fazendo mudanças significativas no mesmo. Muito do que você faz pré-flop deve seguir um plano geral, que pode ser facilmente desenvolvido fora das mesas. O resto — estratégias e táticas que devem mudar de acordo com os adversários — requer prática, ou seja, jogar.


5. MIXAR O JOGO

Sem um plano bem desenvolvido pré-flop há uma tentação em mixar o jogo arbitrariamente. Eu vejo muitos jogadores fazerem isso. Sem nenhuma razão, eles decidem fazer algo diferente e, geralmente, são punidos por uma decisão tão tola.

Claro, fazer ajustes é importante. Os melhores jogadores mudam seu jogo para se manterem balanceados e para se adaptarem às condições da mesa. Mas eles fazem essas mudanças com propósitos. Você nunca verá um bom jogador dar call com A-A apenas para “mixar o jogo”. A verdade é que mesmo que outros jogadores não esperem que você faça algo, como apenas dar apenas call A-A, isso não torna a jogada boa. Manter seus oponentes na dúvida é importante, mas não podemos fazer isso às custas de jogar a mão pobremente.

No final tudo é sobre matemática. Continuando com o nosso exemplo, mesmo que você engane alguns adversários fazendo-os acreditar que você nunca tem A-A quando apenas paga pré-flop, você nunca irá recuperar o valor que você perdeu porque não fez uma 3-bet ou deu raise. Preparar uma armadilha com mãos fortes como A-A e K-K não é possível se não há uma sólida estratégia armada. 

Para “mixar o jogo” é preciso ter analisado e considerado outras opções. Existe mais de uma maneira correta de jogar uma mão, mas uma delas é mais eficiente que a outra. Se a opção mais lucrativa é diferente do que o normal, nesse caso, nós não estamos sendo criativos, mas espertos, mensurando qual a melhor jogada a se fazer pré-flop.




NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 116

Ano 10 - março, 2017

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
RoyalPag - Comprou, jogou, ganhou, sacou!
Raise Editora - Os melhores livros de poker do mundo totalmente em português
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online
Raise Editora - Os melhores livros de poker do mundo totalmente em português

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2019. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×