EDIÇÃO 97 » COLUNA INTERNACIONAL

Quando largar par de ases

Tone a decisão correta


Ed Miller
Meus amigos e alunos muitas vezes vêm até mim para falar de mãos em que recebem par de Ases, mas seus oponentes colocam tanta pressão no pós-flop que eles ficam na dúvida se devem dar fold. Há uma maneira de analisar essa situação que deve ajudá-lo a tomar a decisão certa com mais frequência.

Um amigo me perguntou sobre uma mão que ele jogou em um cash game $2-$5 durante a WSOP. Ele tinha $750 e o vilão tinha um pouco mais do que isso. Seu oponente subiu para $20 do início da mesa. Outro jogador pagou. Ele estava no small blind, com AA, e aumentou para $80. Apenas o jogador que deu o primeiro raise pagou. O pote era de $185 e eles tinham aproximadamente $670 pra trás.

O flop veio 10  5  2 . Ele apostou $100, e o seu oponente deu reraise para $300. Ele pagou.

O turn foi um 9 . Meu amigo deu mesa, e o vilão foi all-in de $370. Meu amigo queria saber se eu achava que ele deveria pagar ou desistir.

Dois princípios devem discutidos aqui. O primeiro é que a maioria dos jogadores que jogam no nas mesas de $2-$5 não arriscam suas fichas. Então, quando alguem empurra all-in no turn, é bem provável que ele tenha uma boa mão. Esse princípio é o que mais justifica você dar fold.

O segundo princípio é que o A-A é uma excelente mão — e dificil de ser derrotada. Esse principio é o que mais justifica o call.

Resolva este conflito e analise as odds do pote e você terá a sua resposta.

O bordo em questão, geralmente, é excelente para Ases. Em primeiro lugar, as cartas do bordo não são conectadas, o que torna pouco provável que o adversario tenha acertado dois pares. Ele abre um raise, toma uma volta e anuncia o call. Com que mão ele pagaria? 10-5, 10-2, 5-2? Eu não apostaria nisso.  Então, as principais mãos que ele poderia ter, e que estão batendo nossos ases, são 10-10, 5-5 e 2-2. Existem três combinações possíveis para cada trinca, ou seja, há nove mãos possíveis que estariam derrotando o par de Ases. Também é possível que esse jogador não pagasse nossa 3-bet 5-5 e 2-2. Mas, para esta análise, vamos levar em conta que ele pode ter pagado com qualquer par.



É possível também que ele tenha K-K, Q-Q ou J-J. Há seis combinações para cada uma dessas mãos, o que totaliza mais 18 combos.

Finalmente, há draw para flush e para sequência. Então há chances de ele estar segurando um forte combo draw como K 10 , A 4 , A K  etc. Mesmo que essas mãos tenham equidade significativa contra A-A, os Ases ainda serão lucrativas contra elas.

Então existem nove combinações de mãos ruins e 18 combinações de boas mãos. Há outras poucas combinações de draw que são boas para a gente. Mesmo se levarmos em conta que ele nunca está blefando, dar call com nosso A-A é obviamente a melhor jogada.

Mas você pode argumentar que a situação não é tão simples, pois o adversário está empurrando all-in. Não concorod muito. É possível que um adversário pode não querer dar raise no flop e all-in no turn com J-J. Mas também é possível que ele vá fazer isso com 10-10, já que a maioria dos jogadores tendem a fazer um slowplay, com a maior trinca, em um bordo como esses.

No geral, acho que esse oponente poderia tanto estar segurando K-K e Q-Q quanto qualquer uma das trincas. Como há nove combos de trincas e 12 de Reis e Damas, esse é um indicativo para colocar seu dinheiro no pote. Eu simplesmente teria ido all-in no flop, mas como jogado, dou call no turn.

Essa análise tende a ser correta quando o SPR (stack-to-pot ratio) é menor quatro ou menos. Nessa mão, o pote no flop é de $185. O stacks efetivos são de $670, então o SPR é de 3,6. Sem uma leitura muito apurada, com um SPR tão baixo, é difícil dar fold com Ases.

Nesta mão, o pote no flop foi de US $ 185, e as pilhas restantes foram de US $ 670, por isso a relação era de 670 para 185, ou cerca de 3,6. Sem uma forte leitura, na maioria dos flops é difícil de largar um par de ases com uma baixa relação de fichas para o pote. Haverá geralmente algumas outras mãos que o seu adversarios poderia estar segurando, o que te faz querer jogar. Nesses casos, quase sempre seu adversário estará segurando a segunda melhor mãos. Em um flop 10-5-2, essa mão seria K-K ou Q-Q. Em um flop K-5-2, seria um  A-K, às vezes K-Q. Em um flop Q-5-2, K-K, A-Q e, possivelmente, K-Q.

Se o bordo está conectado, dois pares tornam-se mais plausíveis, assim como os draws. Então, em um flop 10-9-3, seu adversário pode estar segurando 10-9, mas ele também pode estar com Q-J, e ainda pode ter K-K ou Q-Q.

É dificil largar A-A. Com um SPR abaixo de quatro, se você apostou no flop e alguém reaumentou, então você deve ir até o fim. Então quando é que devemos largar um par de Ases? Quando os stacks estão muito altos (SPR > 4) e o seu oponente não para de colocar fichas. Essa é uma boa hora.

Imagine um jogo $2-$5, e você tem $950 no seu stack. Você abre no meio da mesa, para $20, com A A . O botão paga e os blinds também. Agora o pote está em $80 e você têm $930 para trás. O SPR é de 11,6, bem maior do que quatro.

O flop é 10 9 3 . Small e o big dão mesa, você aposta $60 em um pote de $80. O botão paga e o big blind também. O turn é um 8 . Novamente, o big pede mesa. Você aposta $150 em um pote de $200. O botão dá mini-raise de $300. O big larga. Embora esse mini-raise não seja um bom sinal, você tem odds para dar o call contra dois pares — e o seu oponente pode ter K-K, Q-Q, J-J, J-10. Então, você deve pagar.

Há $700 no pote, e seu oponente têm $570 restantes. O river é um 2 . Você dá mesa e vê seu adversário empurrar all-in. Eu largaria meu par de Ases contra típicos jogadores de cash $2-$5. Sua mão é claramente um overpair, então a maioria desses jogadores iriam dar mesa com K-K ou Q-Q. O all-in, provavelmente, significa que você está perdendo. Ele deve ter dois pares ou até mesmo uma sequência.

Considerações finais
Perder com par de Ases é uma coisa que a gente nunca esquece. É aquela mão que quando chegamos em casa, pensamos por horas e horas. “Será que eu deveria ter dado fold para aquele all-in?”, “será que eu deveria ter dado mesa naquele flop?”. Esse segundo pensamento é completamente errado. Raramente é errado colocar as suas fichas no pote quando você está segurando um par de Ases. As exceções são quando você está jogando contra mais de um jogador e quando seu SPR é muito alto.

A verdade é que, depois do flop, se o oponente coloca pressão, um par de Ases pode se tornar apenas um outro par qualquer, um pega blefes. Pense com calma, analise e tome a melhor decisão.


NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 97

Ano 9 - agosto, 2015

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
FichasNet Garantimos o melhor negócio online na compra e venda de créditos.
Vem aí o WPT Uruguai no Enjoy Punta del Este!
Aumente seu stack agora! Stack fichas

NEWSLETTER

Receba nossas novidades em seu e-mail.

Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×