EDIÇÃO 42 » ESTRATÉGIAS E ANÁLISES

O que não fazer em um Sit and Go

5 dicas para o jogador iniciante e intermediário


Rodrigo Seiji e Luan Estradioto

Olá, pessoal. Neste espaço, vamos conversar sobre como jogar torneios sit ’n go de maneira lucrativa, e também sobre vários assuntos relacionados à vida do jogador de poker.

Vale dizer que as dicas desse artigo de estreia são para o jogador iniciante e intermediário. Então, não se preocupem se vocês virem algum profissional de high-stakes jogando diferente. Lá nas mesas caras, a conversa é outra mesmo.

Nosso papo nessa edição vai ser bem direto: o que não fazer em um sit ’n go. Vamos tomar por base uma mesa com 9 ou 10 jogadores e estrutura de pagamento em que 50% do prêmio vai para o vencedor, 30% para o segundo colocado e 20% para o terceiro.

Não cometa suicídio no início do torneio

O jogador experiente deixa os iniciantes se matarem nos primeiros níveis do sit ’n go. É o que chamamos de “teorema do conflito”: quanto mais os oponentes se digladiam entre si, mais valem as fichas dos jogadores que as conservam. Sendo assim, tenha paciência no início e tente não bancar o Phil Ivey, entrando em todas as mãos. Jogue de forma sólida e sem blefes desnecessários, tentando extrair o máximo valor possível das mãos fortes.

Não invente

Obviamente, não queremos barrar a criatividade no poker (coisa que o Brasil, por sinal, tem de sobra), mas é importante notar que o sit ’n go é um jogo de regularidade. Manter esse foco é essencial para um bom desempenho. A receita é jogar tight no início e ser mais agressivo no final. Se você viu algo diferente e gostaria de aplicar, procure saber o porquê da jogada como um todo. Se achar que há necessidade, procure ajuda nos fóruns da Internet ou mesmo com jogadores mais experientes, como um coach.

Não mude seu padrão de apostas

Tente manter sempre o mesmo padrão de apostas para dificultar a leitura dos adversários. Se você definiu que o tamanho do seu raise pré-flop é de 3 big blinds, mantenha esse valor independentemente das cartas que você tiver. Isso pode variar de acordo com a posição na mesa, mas deve estar sempre em sintonia com sua estratégia. Lembre-se de escolher um raise de tamanho maior de acordo com o nível do jogo.

Não pense em termos de cash game

Devido à sua estrutura de pagamento, o sit ’n go difere do cash game e do torneio com vários jogadores. Por isso mesmo, na maioria das vezes, as decisões no sit ’n go são diferentes das que devíamos tomar em outras situações. Por exemplo, no SNG, para pagar uma aposta pelo set value (acertar e extrair valor de uma trinca), você deve se preocupar em ter odds melhores do que no cash game. Em bom português, seus pares precisam ter odds superiores a 1-para-13 para acertar a trinca e extrair valor corretamente. Lembrando que esse valor também vai depender da posição dos jogadores envolvidos e da fase do torneio.

Não pense duas vezes em situações de 10 big blinds

Agora, um pouco de matemática básica. Se você der raise para 2,5 big blinds e um oponente no meio da mesa voltar all-in de 10 big blinds, você terá que pagar 7,5 big blinds para concorrer a um pote de 21,5 big blinds: 10 seus + 10 do oponente + 0,5 do small blind + 1 do big blind. Isso quer dizer que temos odds de 7,5-para-21,5. E, portanto, devemos dar call com qualquer mão que possua equidade de pelo menos 35%, ou seja, praticamente todas as mãos! (Isso ignorando a avaliação da equivalência entre a quantidade de fichas e a premiação do torneio, assunto que veremos em breve, quando falarmos de Independent Chip Modeling). Para se ter uma ideia, 23 off tem equidade próxima a 35% contra AKo. Então, nossa última dica é: sempre que seu stack for menor ou igual 10 big blinds, limite sua jogada a all-in ou fold. E isso implica dizer que você nunca deve dar fold diante de um all-in de 10 big blinds após ter dado raise. Essa é uma das razões para ficar de olho nos stacks de todos os oponentes.

Bom, pessoal, encerramos por aqui nosso primeiro artigo. Esperamos que vocês tenham gostado e aproveitado o conteúdo. Sugestões, críticas e comentários são bem vindos. Boa sorte nas mesas, bom estudo e bom grinding!

Rodrigo "seijistar" Seiji, é estudante de ciência da computação. É um dos maiores especialistas do país em sit ’n go.
Luan “LEstradioto“ Estradioto, é formado em administração e estuda poker desde 2006.




NESTA EDIÇÃO



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2019. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×