WSOP

Scott Blumstein dispara na liderança do Main Event da WSOP

Primeiro dia da mesa final teve mais de cinco horas de duração e só duas quedas


21/07/2017 03:55
» comente
Scott Blumstein dispara na liderança do Main Event da WSOP/CardPlayer.com.br
Scott Blumstein se saiu muito bem no primeiro dia da FT


O início da decisão do Main Event da World Series of Poker 2017 foi mágico para o líder Scott Blumstein. Em um dia monótono, o norte-americano conseguiu encerrar as ações da mesma forma que começou, com uma confortável vantagem para os seus oponentes mais técnicos. Após cinco horas e meia de jogo, ele possui um stack de 178.300.000, quase 50% das fichas em jogo.  


O Dia 8 começou com a queda do profissional Ben Lamb. Em sua segunda participação na FT do Main Event, o regular dos cash games de Las Vegas fez uma 3-bet all-in de 22 big blinds na quarta jogada. Dono de AQ, o agressor inicial Jack Sinclair deu o call para encarar o A9 de Lamb. O bordo 654310 não ajudou o short stack e ele deixou o cassino Rio com US$ 1.000.000.


A próxima eliminação foi acontecer após um hiato de 60 mãos. Nesse período, vários jogadores conseguiram dobrar os seus stacks, incluindo Blumstein. Depois de perder a ponta para o amador John Hesp, ele voltou ao topo em uma mão que entrou para a história do Main Event. Veja como foi:


Direto do UTG, Hesp abriu um raise para 2,2 milhões. A mesa rodou em fold até o big Blumstein, que aplicou o call. No flop A75, ambos os competidores optaram pelo check. O turn trouxe um 10 e Blumstein respondeu ao check do seu oponente apostando 3 milhões. Hesp, por sua vez, fez um check-raise para 7 milhões, ação que levou Blumstein a uma rápida 3-bet para 17 milhões. Na sequência, Hesp levantou da sua cadeira e anunciou all-in. Com AA, Blumstein deu o call mais rápido da sua carreira. Ao revelar A10, Hesp perdeu o maior pote do dia e ainda caiu da primeira para a quinta colocação.


Algoz de Lamb, Sinclair foi o segundo eliminado na mesa final. Com apenas 13 bbs, ele fez um open shove direto de MP. O argentino Damián Salas chegou a pedir a contagem das fichas, porém em seguida ele largou as suas cartas. Já o cutoff Bryan Piccioli deu o call e mostrou AA. Segurando KJ, Sinclair deixou o campeonato assim que o dealer virou o bordo K4386. Ao todo, ele embolsou US$ 1.200.000.


Quando o torneio chegou a metade do 39º nível de blinds, a organização decretou o final do Dia 8. A ação recomeça na noite de hoje, a partir das 22h (horário de Brasília), com transmissão da ESPN para todo o país. Os blinds voltam em 600.000/1.200.000 e antes de 200.000. Confira o chip count:


1. Scott Blumstein (Estados Unidos) 178.300.000

2. Benjamin Pollak (França) 77.525.000

3. Bryan Piccioli (Estados Unidos) 35.750.000

4. John Hesp (Reino Unido) 22.475.000

5. Dan Ott (Estados Unidos) 16.350.000

6. Damián Salas  (Argentina) 15.625.000

7. Antoine Saout (França) 14.550.000


Premiação em jogo:


1. US$ 8.150.000

2. US$ 4.700.000

3. US$ 3.500.000

4. US$ 2.600.000

5. US$ 2.000.000

6. US$ 1.675.000

7. US$ 1.425.000



Siga a @cardplayerbr no instagram e fique por dentro das nossas novidades.

 



+WSOP



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2018. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123