BSOP

Rodolfo Tanaka conquista o título do BSOP100

Vitória em Foz do Iguaçu lhe rendeu mais de R$ 379 mil


05/09/2017 19:09
» comente
Rodolfo Tanaka conquista o título do BSOP100/CardPlayer.com.br
A festa do campeão Rodolfo Tanaka


O campeão da centésima etapa do BSOP foi inédito, porém o desfecho nos feltros de Foz do Iguaçu, no Paraná, foi muito parecido com o do ano passado, quando Brasil e Paraguai decidiram o título no heads-up. Assim como em 2016, um jogador do estado não deixou os nossos vizinhos levarem o bracelete de prata. Ao bater José Arzamendia no heads-up, Rodolfo Tanaka embolsou R$ 379.010, já Arzamendia ficou com o vice e um prêmio de R$ 245.690.


A primeira queda na decisão foi do short stack e último carioca no field, Léo Liberal. Com par de valetes, ele estava a frente de Fred Volpe, que apresentou AK, porém um K no river impediu a sua permanência no torneio.


Em busca de um inédito título para a Bolívia, Gustavo Robles também caiu em um all-in pré-flop. Com A10 contra K7, ele viu Arzamendia formar dois pares no bordo 74J2K.


Volpe foi o algoz de outro finalista. Mais uma vez com A-K, ele foi o único a dar o call no all-in de Leandro Priz. Segurando KQ, o paranaense não encontrou a ajuda necessária no bordo 443J3.


Mesmo com as eliminações, Volpe acabou deixando o campeonato na quinta colocação. Dono de apenas 10 bbs, ele fez um open shove ao sair com Q4. Segurando A3, Hugo Cabañas deu o call para puxar o pote após a abertura do bordo 29810K.


Já com o 4-handed em andamento, os sobreviventes realizaram um acordo que deixou R$ 110 mil em jogo. Na sequência, Tanaka fez um check-raise all-in no flop 5J6. Celso Sirtoli deu o call e mostrou 74. Enfrentando muitos outs com o seu QJ, Tanaka permaneceu a frente no turn K e no river 4.


O heads-up foi formado após Arzamendia eliminar o seu compatriota Cabañas. Direto do big, ele fez uma 3-bet all-in de 27 bbs. Com um stack um pouco menor, Cabañas deu o call e mostrou KQ. Em vantagem com A10, Arzamendia não foi surpreendido pelo bordo 6KJQ10.


Líder com uma vantagem de 24 bbs, Tanaka precisou suar a camisa para ficar com todas as fichas em jogo. Depois de ceder a ponta para Arzamendia, ele arrancou para a cravada e puxou o último pote assim:


Nos blinds 150.000/300.000 com antes de 40.000, Tanaka abriu um raise para 775.000, ação que levou Arzamendia a anunciar all-in de 9,1 milhões. Tanaka não correu e mostrou par de setes. Com par de dois, Arzamendia foi eliminado assim que o dealer virou o bordo 6653Q.


Realizado em cinco dias, o BSOP100 registrou 1.256 entradas de R$ 2.600, field responsável por erguer uma prize pool de R$ 2.687.590. Confira quanto cada finalista recebeu:


1. Rodolfo Tanaka (Paraná) R$ 379.010* 

2. José Arzamendia (Paraguai) R$ 245.690*

3. Hugo Cabañas (Paraguai) R$ 263.200*

4. Celso Luís Sirtoli (Rio Grande do Sul) R$217.200*

5. Fred Volpe (São Paulo) R$ 113.700

6. Leandro Prinz (Paraná) R$ 84.440

7. Gustavo Robles (Bolívia) R$ 64.500

8. Léo Liberal (Rio de Janeiro) R$ 45.900

*Resultado de um acordo que separou R$ 110.510 para o campeão


fonte: MeBeliska

 



+BSOP



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123