BRASIL

Felipe Mojave encerra 2017 com premiações em 13 países diferentes

Brasileiro ganhou mais de US$ 760 mil em prêmios na temporada


29/12/2017 15:12
» comente
Felipe Mojave encerra 2017 com premiações em 13 países diferentes/CardPlayer.com.br
Felipe Mojave defendeu as cores do Team PokerStars Pro entre julho de 2015 e dezembro deste ano (foto: Carlos Monti)


Felipe Mojave vestiu a camisa de embaixador do poker nesta temporada. Desde a primeira semana do ano, o brasileiro se dedicou a participar de grandes festivais em todo o mundo. De acordo com o HendonMob, site proprietário da maior base de dados sobre MTTs ao vivo, o profissional de São Bernardo conseguiu ficar ITM em treze países diferentes, um recorde em 2017. 


A jornada de Mojave começou em Nassau, nas Bahamas, onde ele premiou em dois torneios paralelos do PokerStars Championship. Na sequência, o jogador anotou premiações em Londres, na Inglaterra e em Punta del Este, no Uruguai.


Em solo panamenho, Mojave conquistou a sua primeira premiação de cinco dígitos. Pela quinta colocação no US$ 10.300 High Roller, ele recebeu US$ 80.560.


Mojave apareceu nas estatísticas do BSOP 2017 na primeira visita do circuito a São Paulo. No mesmo mês, ele foi até Macau, na China, para participar de uma etapa do PokerStas Championship. Em outro high roller, mais uma FT. Dessa vez, o brasuca faturou a medalha de bronze e US$ 53.918.


Antes de participar da World Series of Poker, Mojave ficou ITM em torneios do PokerStars Championship no Principado de Mônaco e em Sochi, na Rússia.


Na maior série do planeta, Mojave engatou nos torneios mais caros e técnicos do cronograma, porém sem sucesso. Em eventos paralelos, ele acumulou quatro premiações. Já no Main Event, o ex-Team Pro embolsou US$ 35.267 ao cair na 299ª colocação.


Mojave não passou em branco em suas viagens por Barcelona, na Espanha, e por Bruxelas, na Belgica. Em Rozvadov, na República Tcheca, o brasileiro bateu na trave em dois torneios do WSOP Circuit. Vice do Monster Stack e do High Roller, ele puxou € 43.636 e € 48.450, respectivamente,


Ainda na República Tcheca, Mojave voltou a disputar o High Roller for One Drop, da WSOP. Assim como ocorreu nos EUA, ele não foi capaz de sobreviver ao estouro da bolha e deixou o campeonato de US$ 111 mil com os bolsos vazios.


O encerramento da temporada de Mojave foi excelente. No Caribbean Poker Party, em Punta Cana, na República Dominicana, ele fez FT em dois grandes torneios. No US$ 10.300 High Roller, o brasileiro foi o nono de 103 inscritos, desempenho que lhe rendeu US$ 30.000. Poucos dias depois, ele conquistou a maior premiação da sua carreira no Main Event. Eliminado na quinta colocação, Mojave engordou o seu bankroll com US$ 220.000.


No total, foram 29 ITMs de Mojave para um ganho de US$ 762.264. Ele participou de nove FTs e não venceu nenhuma. 


 



+BRASIL



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2018. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123