GERAL

John Juanda crava Main Event da Triton Super High Roller Series Macau

Membro do Hall da Fama do Poker bateu o fenômeno Fedor Holz no heads-up


20/10/2017 14:10
» comente
John Juanda crava Main Event da Triton Super High Roller Series Macau/CardPlayer.com.br
A festa do campeão John Juanda (foto: Danny Maxwell)


Único jogador asiático na decisão da Triton Super High Roller Series Macau, o profissional John Juanda deixou a lanterna para ficar com o título nos feltros do hotel Galaxy. Pela inédita vitória, o integrante do Hall da Fama engordou a sua conta com US$ 2,8 milhões, a maior premiação de toda a sua carreira nos MTTs ao vivo.


Juanda começou a mesa final com menos de 20 big blinds. Antes de dobrar o seu stack, ele viu o grinder Isaac Haxton ser eliminado na oitava colocação. Ao receber A3, o ex-Team Pro fez um open shove. Segurando AJ, o alemão Dietrich Fast deu o call para eliminar o seu oponente após a abertura do bordo J57KK.


Pouco tempo depois, o britânico Stephen Chidwick colocou Juanda em situação de all-in e ele não correu. Com AK contra 77, o jogador da Indonésia levou a melhor no bordo 310JA3.  


A arrancada de Juanda não parou por aí. No 6-handed, quado estaca com as costas contra a parede, ele puxou um grande pote contra o australiano Kahle Burns. Direto do cutoff, Juanda anunciou all-in de 14 big blinds. O big Burns deu o call e mostrou AJ. Segurando A9, Juanda foi salvo pelo bordo 10496K.  


Apesar de ter se colocado em uma situação mais confortável, Juanda não conseguiu se aproximar dos líderes. No 4-handed, com AQ contra o par de oitos do espanhol Adrián Mateos, ele formou uma trinca de ases no bordo para seguir na competição.


Na seguida, Juanda conseguiu a sua primeira eliminação do dia. Confira:


Dono de menos de 10 bbs, Mateos aplicou uma 3-bet all-in direto do big. Com K10, o small Juanda deu o call. Segurando Q2, Mateos não encontrou a ajuda necessária no bordo A10J6A.


A próxima vítima de Juanda foi Burns. Com KQ, o short stack fez um 3-bet shove direto do small. O big correu, já Juanda deu o call e mostrou A10. Após a abertura do bordo 65485, Juanda chegou ao heads-up com metade das fichas em jogo.


Diante do fenômeno Holz, Juanda precisou de quase cinco horas para finalmente soltar o grito de campeão. Veja como foi:


Nos blinds 200.000/400.000 com antes de 50.000, Juanda entrou de limp, ação que levou Holz a anunciar all-in de 7 milhões. Com A5, Juanda pensou por alguns minutos antes de aplicar o call. Segurando A3, Holz foi eliminado quando o dealer virou 910665.


Com buy-in de US$ 128 mil, o Main Event registrou 83 entradas, field responsável por erguer uma prize pool de US$ 91, milhões. 


Resultado final:

1. John Juanda (Indonésia) US$ 2.872.299

2. Fedor Holz (Alemanha) US$ 2.101.674

3. Kahle Burns (Austrália) US$ 1.301.018

4. Adrián Mateos (Espanha) US$ 890.757

5. Dietrich Fast (Alemanha) US$ 590.425

6. Stephen Chidwick (Reino Unido) US$ 440.380

7. Timothy Adams (Canadá) US$ 360.257

8. Isaac Haxton (Estados Unidos) US$ 310.271


 



+GERAL



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123