BRASIL

Felipe Mojave sobe ao pódio do WPT Deepstacks Bruxelas

Team Pro engordou a sua conta com mais de R$ 150 mil


13/11/2017 01:11
» comente
Felipe Mojave sobe ao pódio do WPT Deepstacks Bruxelas/CardPlayer.com.br
Felipe Mojave ficou muito próximo de inédito título em solo europeu


Todo o esforço que o brasuca Felipe Mojave fez para participar do WPT Deepstacks Bruxelas valeu a pena. Em sua primeira mesa final no festival, o embaixador do PokerStars faturou a medalha de bronze e € 40.335, cerca de R$ 153 mil. No ano, ele possui 27 ITMs e um ganho de US$ 512 mil.


Mojave chegou ao Dia Final com o segundo maior stack entre os doze sobreviventes. Na bolha da FT, ele eliminou Frederic Femont na 11ª posição para permanecer entre os líderes. A próxima vítima do brasuca foi Sylvain Naets. Durante o 7-handed, Naets anunciou all-in ao receber AJ. Com AK, Mojave também apostou todas as suas fichas. Ninguém deu o call e o bordo 366K8 decretou a queda de Naets.


Na sequência, Mojave passou a perder importantes potes até ficar com 20 big blinds. Com K8, ele fez uma 3-bet all-in direto do small. O big Jerome Sgorrano deu o call e mostrou AQ. O turn trouxe um 8 e Mojave dobrou o seu stack.


Dono de um stack mais confortável, Mojave iniciou uma arrancada que lhe colocou na ponta, porém por pouco tempo. No 3-handed, ele voltou a ser salvo pelo turn, dessa vez com AK contra JJ.


Enquanto se preparava para confirmar presença no heads-up, Mojave acabou perdendo todas as suas fichas assim:


Nos blinds 60.000/120.000 com antes de 20.000, do button, Leonardo Armino entrou de limp, ação que levou Mojave a aplicar um raise para 400.000. Armino pagou e o flop trouxe 42J. Com o check-call de 300.000 de Armino, o turn revelou um 9. Diante de um novo check, Mojave anunciou all-in de 2,6 milhões. Dono de um stack um pouco menor, Armino optou por pagar e mostrou par de ases. Segurando par de damas, Mojave não encontrou a ajuda necessária no river 5. Pouco tempo depois, Armino eliminou Mojave com KJ contra 87.


Com um buy-in de € 1.200, o WPT Deepstacks Bruxelas registrou 400 entradas, field responsável por erguer uma prize pool de € 497.841. Confira quanto os finalistas puxaram:


1. Laurent Polito (França) € 90.000   

2. Leonardo Armino (Holanda) € 62.600

3. Felipe Mojave (Brasil) € 40.335

4. Jerome Sgorrano (Bélgica) € 29.375

5. Alain Bauer (França) € 21.470

6. Jeffrey Jol (Holanda) € 17.425

7. Sylvain Naets (Bélgica) € 14.450

8. Frederic Leonetti (França) € 11.450

9. Olivier Fehlmann (Suíça) 9.000


 



+BRASIL



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123