GERAL

Card Player entrevista Dani “supernova9” Stern

Norte-americano é um dos principais nomes dos cash games online


16/06/2016 15:11
» comente
Card Player entrevista Dani “supernova9” Stern/CardPlayer.com.br
Dani Stern possui mais de US$ 1 milhão em ganhos na WSOP (foto: Danny Maxwell)


O grinder Dani “supernova9” Stern é um dos destaques dos high stakes online em 2016. De acordo com o site HighStakesDB, o norte-americano faturou mais de US$ 500 mil no primeiro semestre. “Ainda existem muitos jogadores dispostos a lutar”, disse o regular dos nosebleed.

Embora passe boa parte da temporada em Vancouver, no Canadá, Stern sempre viaja para Las Vegas durante a World Series of Poker. Quando está na Cidade do Pecado, ele visita as mesas de $200/$400 de PL Omaha. “O poker ao vivo não dá sinais de que está morrendo. Ele ainda é muito saudável”.

Stern conta que passa 300 horas nas mesas de PLO durante a WSOP. O caminho até se tornar um regular do jogo de quatro cartas exigiu muita paciência. Ele passou a se dedicar mais a modalidade em 2011, e afirma que a transição “foi muito difícil”. Apenas em 2013, Stern começou a fazer parte da elite do PLO.

Em entrevista à Card Player, o jogador de Nova York falou sobre a sua ascensão no PLO. Confira como foi o bate-papo com o jornalista Brian Pempus:

Brian Pempus: Fale sobre as mesas que você visita em Las Vegas durante a WSOP.

Dani Stern: Eu costumo ir às mesas de $100/$200 e $200/$400 de PLO. Eu também devo jogar uma dúzia de torneios. As vezes vou abrir mão de um evento se eu não estiver me sentindo bem para passar 12 horas em uma mesa. Eu geralmente opto por uma rotina que me permita jogar mais cash games.

BP: Você já chegou a sair no meio de um campeonato ao ouvir que um bom cash game iria começar?

DS: Não, eu não faço isso (risos). Se eu estou jogando, não vou parar no meio para fazer outra coisa. Todo mundo já ouviu histórias de jogadores que fazem isso, mas eu não faço.

BP: Você entraria em um cash game logo após forrar pesado em um evento?

DS: Eu realmente não gosto de fazer isso. Se eu sou eliminado após passar o dia todo jogando, apenas quero ir para casa descansar e dormir um pouco. Eu faria uma exceção se ouvisse que existe um jogo impossível de descartar, com jogadores anunciando all-intoda mão.

BP: Hoje em dia é difícil perceber que alguém está “tiltado” nos high stakes de PLO?

DS: Isso depende muito. Às vezes fica óbvio perceber quando um oponente está “tiltado”, porém alguns jogadores conseguem agir de forma discreta. Você pode tirar vantagem de um oponente se perceber que ele estar jogando de forma tiltada. É um componente do poker ao vivo que não existe no online.

BP: Antes de participar de um cash game, você leva em consideração os stacks dos jogadores?

DS: Sim, procuro mesas em que a média está entre 50 e 200 bbs. Eu não tenho muita experiência em jogos com stacks gigantes, por isso não procuro cash games ultra deeps.



Siga a @cardplayerbr no instagram e fique por dentro das nossas novidades.

 



+GERAL



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2018. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123