BSOP

Alisson Piekazewicz conquista o título do Super High Roller do BSOP Millions

Jogador de Curitiba se tornou o segundo brasuca a cravar o campeonato


02/12/2017 00:12
» comente
Alisson Piekazewicz conquista o título do Super High Roller do BSOP Millions/CardPlayer.com.br
A festa do campeão Alisson Piekazewicz


O Brasil está de volta ao topo do pódio do Super High Roller do BSOP Millions. Em grande fase nos MTTs online, o paranaense Alisson “heyalisson” Piekazewicz foi o brasuca responsável por encerrar uma sequência de duas vitórias estrangeiras. Ao bater o maior field da história do campeonato, o grinder do Sensei Poker engordou o seu bankroll com R$ 371.040.


Neste semestre, “heyalisson” também venceu o $215 Sunday Warm-Up, o $700 Super-Sized Sunday e o $1.050 Sunday Grand, três dos mais técnicos eventos regulares do PokerStars. Após a sua primeira cravada no BSOP, ele falou sobre a melhor temporada da sua carreira.


“Quando você ganha torneios um atrás do outro, um negócio que se chama confiança fica ainda maior. Você tem a certeza que tudo que você faz está certo. A sua sequência bate, o flush aparece e o blefe passa. Esse tem sido o melhor ano da minha vida, dentro e fora dos feltros. Eu estou jogando feliz, e isso está me fazendo bem. Tenho todo o suporte da minha família, da minha namorada e dos meus amigos. Essa é a única explicação que eu tenho para tudo que vem acontecendo”, contou o campeão.


Torneio mais caro da temporada, o SHR contou com a presença de vários profissionais que não costumam acompanhar as etapas do BSOP. Ex-líder do ranking do PocketFives, o gaúcho João Mathias Baungarten foi o primeiro eliminado da decisão. Com apenas 6 big blinds, ele fez uma 3-bet all-in ao receber A8. Dono de AQ, o agressor inicial Felipe “lipe piv” Boianovsky deu o call para puxar o pote quando o dealer virou o bordo JJ3510.


Pouco tempo depois da queda de João Mathias, foi a vez do catarinense Fabiano “Kovalski1” Kovalski se despedir da briga pelo título. No 5-handed, o sócio do Samba Team fez um open shove de 5 bbs direto do small. À sua esquerda, “heyalisson” aplicou o call e mostrou A9. Segurando Q5, “Kovalski1” não achou nenhum dos seus outs no bordo 264K4.


“heyalisson” também foi responsável pela próxima eliminação. Na liderança do campeonato, ele pressionou o short “lipe piv” ao anunciar all-in direto do small. Com 11 bbs, o brasiliense optou por pagar e revelou K2. Dono de A4, Piekazewicz seguiu a frente no bordo 810J64.


Único estrangeiro na decisão, o uruguaio Martín Fuentes estava em busca do seu segundo triunfo em um Super High Roller em menos de duas semanas. Durante o 3-handed, ele acabou eliminando o paulista Fernando “fviana” Viana. No flop 48K, diante de uma aposta de Fuentes, “fviana” anunciou all-in de menos de 10 bbs. “heyalisson” correu, já Fuentes aplicou o call e mostrou QQ. Segurando 87, “fviana” não encontrou ajuda no turn 3 e no river 4.


Mesmo com a eliminação de “fviana”, Fuentes não conseguiu ultrapassar “heyalisson”. No heads-up, o brasileiro impediu qualquer tentativa de reação do seu oponente. Veja como foi a mão derradeira:


Nos blinds 80.000/160.000 com antes de 20.000, Fuentes abriu um raise para 500.000 e recebeu o call. No flop Q94, “heyalisson” fez um check-call de 615.000. O turn trouxe um 2 e o “heyalisson” anunciou outro check-call, agora de 1.200.000. No river 3, diante de um novo check, Fuentes empurrou seu stack de 3.230.000 para o centro da mesa. “heyalisson” pagou e revelou Q9. Com 42, Fuentes não conseguiu puxar o pote.


Com buy-in de R$ 15.000, o SHR registrou 113 entradas, um field 59% superior ao de 2016. Confira quanto os finalistas puxaram da prize pool de R$ 1,4 milhão:


1. Alisson Piekazewicz R$ 371.040 

2. Martín Fuentes R$ 250.700 

3. Fernando Viana R$ 162.960 

4. Felipe Boianovsky R$ 134.940 

5. Fabiano Kovalski R$ 108.840 

6. Badaoui Mansour R$ 85.830 

7. Leandro Zavodini R$ 65.630 

8. João Mathias Baungarten R$ 49.400 


fonte: MeBeliska 

 



+BSOP



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Família - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123