EDIÇÃO 35 » COMENTÁRIOS E PERSONALIDADES

Tells Online

Uma análise de algumas delas


John Vorhaus

O senso comum diz que tells online não existem. Como poderia haver, pergunta o senso comum, se você não pode ver o rosto do adversário, ouvir o timbre de voz dele ou observar suas mãos tremer enquanto ele empurra fichas no pote? Até mesmo a maneira como ele bebe sua cerveja (ou, na famosa cena de Rounders – Cartas na Mesa, como ele quebra seu biscoito) pode lhe dizer se ele tem uma mão monstro ou um blefe monstro. Mas como é possível observar os biscoitos, o olhar radiante e todas as outras partes do corpo dele do outro lado do mundo? O senso comum diz que não há como fazer isso.

Mas o senso comum é para pensadores convencionais, e qualquer jogador experiente da Internet vai lhe mostrar que tells confiáveis abundam online. Enquanto experiente jogador da Internet, você sem dúvida já sabe disso, mas vamos analisar algumas delas para os garotos desatentos no fundão da sala.

A Tell de Tempo:
Você está jogando no-limit hold’em contra uma canadense bastante lenta cujo nick é “SassCatchYouAnne” e que se mostrou uma verdadeira “call station” da Internet: Ela paga muito, aumenta muito pouco e não desiste antes que seja tarde demais. Você dá raise do UTG com par de valetes e todo mundo, exceto Anne, larga. O flop vem 9 7 6. Você aposta dois terços do pote. Ela pensa e pensa e pensa — quase ultrapassa o tempo — e finalmente dá call. O turn é o 2. Você aposta e ela imediatamente dá raise all-in.

Ela tem o flush? É claro que tem. A hesitação dela no flop significou: “Eu tenho as odds para dar call?” E o raise instantâneo dela no turn foi típico de um jogador fazendo uma jogada claríssima. Agora, tudo o que você tem fazer é sair do caminho dela. Curiosamente, muitos jogadores vão dar call aqui, o que só confirma a diferença entre perceber uma tell e agir de acordo com o que se aprendeu, mas essa é uma discussão para outra hora. Por ora, faça duas coisas com tells de tempo. Primeiro, fique atento a oponentes cujo ritmo oscilante fornece informações sobre seus jogos e seus raciocínios (ou ambos). Segundo, jamais oscile. Gaste sempre o mesmo tempo para agir. Não permita que sua hesitação lhe denuncie.

A Falsa Procrastinação: Será que eu não estou excluindo da discussão a possibilidade de a tell de tempo ser na verdade uma tell falsa, destinada a me fazer pensar que ela está diante de uma decisão difícil quando na realidade possui um monstro? Claro, é uma possibilidade. Na escala de malícia, corresponde a tirar uma moeda de trás da orelha de uma criança, e portanto está dentro do repertório da maioria dos jogadores. Então, permita-me dizer o seguinte: se você tiver visto um jogador como SassCatchYouAnne fazer uma falsa procrastinação antes, suspeite dela aqui. Se você não tiver visto isso antes, não presuma agora. Em outras palavras — sempre e com confiança — trate os jogadores online (assim como todos os adversários) como sendo verdadeiros até que se prove o contrário. Dando continuidade...



Tells de Padrão: O poker online acontece tão rápido que com frequência é mais fácil perceber padrões de jogo online do que no mundo real. Em uma card room de verdade, por exemplo, você pode perceber que o jogador dois assentos à sua direita parece disposto a atacar seu big blind do button com uma frequência alarmante. Você se questiona se ele tem mãos reais ou se está apenas apaixonado por esse raise. No mundo real, você é capaz de ver como ele lida com o button de três a quatro vezes por hora. Online, esse button volta às mãos (virtuais) dele a cada poucos minutos. Não vai demorar muito para você perceber um padrão no jogo dele. Se ele der raise do button na maioria das vezes, você sabe que ele nem sempre tem uma boa mão e poderá voltar reraise impunemente muitas vezes, confiante de que ele vai dar fold.

Tells do Chat: Todo site, nós sabemos, tem gente que dizem tudo que seus corações mandam. Eu tenho certeza de que você já encontrou alguns desses caras. Você os derrota porque eles são tolos, e por isso mesmo, eles acham que você é apenas sortudo, e quando você os derrota, eles digitam a própria dor no chat: Eu te odeio, espero que você morra! O que isso lhe diz sobre o estado mental deles? Que eles estão irritados, tiltados e prontos para perder todas as fichas. E isso é uma tell — dita voluntariamente por um jogador usando a própria voz.

Um jogador pode fingir esse tipo de raiva? É claro, mas a maioria não se dá ao trabalho. A maioria das pessoas que escrevem desaforos no chat o faz de verdade e com um propósito: aliviar a dor que estão sentindo. Eles acabaram de sofrer nas suas mãos, e gritar com você (ou outra pessoa) é a única coisa que eles conseguem conceber para se sentir melhor. Isso não é apenas uma tell, é uma supertell: não é uma dica específica, mas um mapa de todo o (falho) estado mental deles. Essa é uma informação poderosa.

Tells de Buy-in: Sempre que você vir alguém fazer um buy-in para qualquer jogo mais barato do que a quantia adequada (digamos, $40 em uma mesa $1-$2 de no-limit), deve presumir que ele está tímido, assustado, numa fase muito ruim ou de qualquer outro modo não está disposto a colocar uma quantia apropriada de dinheiro em jogo. Pressione-o. Puna-o por sua fraqueza e presuma que essa fraqueza é real até que ele mostre alguma força (que ele provavelmente não mostrará). Lembre-se: Pouco dinheiro é dinheiro com medo — online, no mundo real e possivelmente em outros planetas.



Tells Pré-ação: Como você sabe, todo site lhe dá a opção de escolher previamente sua ação. Se alguém não tiver interesse em jogar com suas cartas, pode clicar em check/fold e ir buscar uma cerveja. Se ele tiver um monstro, pode clicar em bet/raise e ir para a guerra com armamento pesado. Esses botões pré-ação, é claro, fazem com que as jogadas apareçam instantaneamente na tela quando for a vez dele falar. Você, que está prestando bastante atenção, vai logo perceber quais escolhas são feitas na hora e quais são feitas de antemão. Isso lhe diz muito. Um raise instantâneo, por exemplo, lhe informa que ele tem uma mão tão grande que não se importa com quem faz o que antes dele, enquanto um raise com hesitação denuncia pouca convicção. Quanto às tells de tempo, você deve usar as tells pré-ação dos outros jogadores como indicadores confiáveis do quanto eles gostam das suas mãos e, sim, tome cuidado com aqueles experientes o bastante para usar tells reversas contra você.

Quanto aos jogos do mundo real, as pessoas começam suas sessões tentando jogar seu melhor. No começo elas estarão bem, cientes de suas tells. Mas depois, inevitavelmente, uma de duas coisas vai acontecer. Eles vão começar a ganhar e ficarão menos preocupados em jogar com perfeição, ou vão começar a perder e potencialmente ficarão irritadiços. Ninguém joga com perfeição o tempo todo, e a enorme velocidade do jogo online nos dá muitas tells exploráveis se soubermos como procurá-las.

John Vorhaus é escritor profissional e autor de livros de poker. Ele pode ser encontrado no ciberespaço no endereço radarenterprizes.com. Foto: Gerard Brewer.




GOSTOU DO ARTIGO?
Assine a Card Player Brasil. Você leva 12 edições impressas + LIVRO GRÁTIS!

QUERO ASSINAR!

NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 35

Ano 3 - junho, 2010

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online

NEWSLETTER

Receba nossas novidades em seu e-mail.

Bodog Poker - Até R$ 3.000 em bônus de cadastro de 100%

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Capivari, 304 - Conjunto 02 - Serra - Belo Horizonte/MG - CEP:30220-400
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×