EDIÇÃO 20 » ESPECIAIS

A Mágica de Moneymaker

Uma Retrospectiva do Mais Famoso Qualificado Online


Stephen A. Murphy

No segundo ano da faculdade, Chris Moneymaker aprendeu a apostar em esportes online. Menos de seis meses depois, ele tinha mais de $60.000. Nada mal para um garoto do Tennessee. Mas então, em uma noite de bebedeira e destruição, tudo se foi.

“Foi a iniciação de meu alojamento...” Moneymaker começou a história com um pouquinho só de tristeza em sua voz. Por alguma razão inexplicável, ele tinha se convencido de que seria uma boa ideia apostar todos os $60.000 em quatro jogos diferentes.

“Eu fiquei muito embriagado naquela noite”, ele disse. “Acabei perdendo os quatro jogos e 60 mil”.

Moneymaker passou por muita coisa desde aquela noite, assim como a indústria do poker que ele ajudou a engrenar, com sua improvável vitória no Main Event da World Series of Poker (WSOP) em 2003.

Quando ele ganhou o satélite online de $39 que pagou seu buy-in de $10.000 para o Evento Principal, a maioria das pessoas não sabia que um torneio na internet poderia levar a um evento ao vivo. Mas uma vitória histórica e $2,5 milhões mais tarde, isso se tornou a regra na comunidade do poker.

Recentemente, 1.347 pessoas competiram no Main Event de $10.000 do PokerStars Caribbean Adventure, gerando o maior prêmio total de um torneio fora da WSOP. Incríveis 1.061 desses 1.347 jogadores se qualificaram por meio de satélites no PokerStars.

Em 2002, o site mandou apenas duas pessoas para o Evento Principal da World Series. No ano passado, concedeu mais de 2.000 vagas. A noção de qualificação online, é claro, é apenas parte do que o “Efeito Moneymaker” fez com o jogo.

Já se foram mais de cinco anos desde sua vitória na WSOP. Moneymaker passou de contador anônimo a celebridade, de um sujeito com dívidas a um milionário itinerante. O poker, um mero jogo de apostas, transformou-se em um fenômeno mundial; de um jogo praticado em salas esfumaçadas a uma disputa sediada no Penn and Teller Theater do Hotel Rio.

Para citar Bob Dylan: Os tempos, eles estão mudando.

O Poker se Prepara Para Decolar
Hoje, quase todo jogador de poker conhece a história de Moneymaker. Depois de sua vitória, o poker explodiu — tanto online quanto ao vivo — e uma indústria que todo mundo via com suspeita foi empurrada para o olhar público.

“O que Moneymaker significou para o poker e para o mundo foi que qualquer pessoa poderia fazer o mesmo”, afirmou Chris Capra, diretor da Lotus Public Relations, empresa que lida com as relações públicas do PokerStars na América do Norte. “Ele não era um jogador profissional. Ele não era o velho oeste. Mas ele dominou esse ambiente. Ele enfrentou os melhores do mundo e ganhou”.

Phil Hellmuth, vencedor de 11 braceletes, que tinha a reputação de se vender muito antes da chegada de Moneymaker, foi um dos jogadores que mais ganhou com a nova popularidade do jogo.
“Em 2002, você ganhava todo seu dinheiro jogando poker. E adivinha só: você não ganhava todo mês”, afirmou Hellmuth, que diz que agora ganhou mais dinheiro com endossos e investimentos do que os mais de $10 milhões que tinha faturado nos torneios de poker. “É uma era totalmente diferente”.

Hellmuth credita o nome de Moneymaker, sua profissão cotidiana e o fato de ele ser do sul para a explosão.

“Chris Moneymaker foi grande parte disso, mas não foi tudo”, disse Hellmuth. “O aparecimento da câmera que revela as cartas ocultas, o poker na internet e Rounders (‘Cartas na Mesa’, EUA, 1998) todos ajudaram”.

O filme Rounders, de 1998, inspirou muitas pessoas a adotarem o jogo depois que o personagem de Matt Damon reiterou constantemente ao longo do filme que o poker era um jogo de habilidade, não sorte. O próprio Moneymaker se convenceu a dar uma chance ao no-limit hold’em depois de assistir ao filme.

A câmera que mostra as cartas, que estreou em 1999, em um programa de poker britânico, fez sua primeira aparição na ESPN em 2002. Henry Orenstein, que patenteou o mecanismo que mudou o poker, foi conduzido ao Hall da Fama do Poker na World Series de 2008.

Howard Lederer, ganhador de dois braceletes, afirma que três fatores-chave são responsáveis pela explosão do poker: o fato de o poker ser um jogo inerentemente ótimo, a acessibilidade do poker online e a cobertura televisiva, que ele associa ao “Efeito Moneymaker”.

“Se o poker não fosse tão incrivelmente fascinante, se não fosse o maior jogo da Terra, as pessoas teriam se entediado rapidamente e tudo teria desinflado e regredido depressa”, afirmou Lederer. “Foi o Efeito Moneymaker, mas ele não teria acontecido sem os dois primeiros”.

Hellmuth e Lederer concordam que a conveniência do poker online ajudou tremendamente o jogo.

“O poker se tornou acessível em muitas regiões remotas onde não há cassinos, em muitos estados que não permitem cassinos e em lugares onde as pessoas gostariam de jogar poker, mas não conseguem encontrar um jogo privado”, disse Hellmuth. “Para todas essas pessoas, o poker está a seis cliques”.

A Extensão do Efeito Moneymaker
Quando Moneymaker ganhou o Main Event em 2003, o mundo notou. Havia alguma coisa naquele contador do Tennessee que fazia as pessoas se identificarem.

“As pessoas se identificavam a ele porque ele é o cara comum”, afirmou Capra. “Essa é a mágica de Moneymaker”.

Como resultado dos satélites para entrar no Evento Principal, centenas de milhares de pessoas competem por um lugar na maior arena do poker gastando apenas alguns dólares.

Moneymaker foi um dos 33 qualificados do PokerStars para o ME de 2003. Esse número cresceu para 316 em 2004, e continuou a aumentar. No ano passado, o PokerStars concedeu 2.008 vagas para o Evento Principal — 1.063 das quais foram realmente usadas para jogar.

A WSOP e os torneios em geral explodiram com a atenção que a vitória de Moneymaker trouxe ao poker. Depois que 839 jogadores competiram no Main Event de 2002, mais que o triplo de inscritos, 2.576, entraram em 2004. Esse número subiu para 5.619 jogadores em 2005 e 8.773 em 2006, antes que o governo norte-americano prejudicasse severamente a explosão do poker.

O Unlawful Internet Gambling Enforcement Act foi aprovado em setembro de 2006, proibindo que instituições financeiras transferissem fundos para um site de apostas online, tornando muito mais difícil para os norte-americanos jogar na internet. Mesmo assim, o poker online continua a crescer, e os dois últimos Eventos Principais atraíram mais de 6.000 jogadores cada.

Os dias em que o poker era apenas um fenômeno norte-americano se foram. A World Series of Poker 2008 deu as boas-vindas a 118 países e territórios diferentes — mais de 80 países dos que foram representados nas últimas Olimpíadas de Inverno em Turin, Itália, em 2006. O PokerStars criou o European Poker Tour, o Asia Pacific Poker Tour e o Latin American Poker Tour para alimentar o crescente apetite internacional pelo jogo.

No final de dezembro, o PokerStars quebrou um recorde mundial do Guinness Book com o maior torneio de poker online, com 35.000 jogadores em um único torneio. Isso fez parte da “Semana do Recorde Mundial” promovida pelo site, que inclui o maior Sunday Warm-up de todos os tempos, com 5.836 jogadores, e o maior Sunday Million, com 16.260 jogadores.

Embora haja milhões de pessoas jogando por diversão, estima-se que dezenas de milhares de pessoas estejam ganhando a vida por causa da indústria do poker, e não estamos falando apenas do jogador profissional.

“Dealers, funcionários de cassino, programadores, webdesigners, até mesmo gente empacotando livros... Se você começar a somar tudo, eu não acho que 15.000 chegue perto”, disse Lederer. Ele estima que mais 10.000 a 30.000 pessoas ganhem a vida jogando poker.

A explosão do poker criou novos empregos, novas carreias e um número de novos milionários. Inevitavelmente, as pessoas olham para Chris Moneymaker como o homem que fez isso acontecer.

Moneymaker: Ontem e Hoje
“Eu gosto de pensar que sou hoje o mesmo cara que eu era naquela época”, disse Moneymaker, esperando que o dinheiro e reconhecimento que ele recebeu com sua vitória histórica não tenham afetado profundamente quem ele é. Mas sua vida dificilmente é a mesma.

Naquela época, ele era um apostador que tinha milhares de dólares de dívidas, mas continuava com a cabeça acima da água. Estava perdendo dinheiro apostando em esportes e raramente se dava bem quando visitava um cassino.

“Graças a Deus eu tinha um emprego que pagava bem como contador”, disse Moneymaker. “Isso me impediu de afundar”.

Mas depois que $39 se tornaram $2,5 milhões, ele não precisou mais se preocupar com contas ou um emprego de nove às cinco. Hoje, ele viaja ao redor do mundo — das Bahamas a Monte Carlo, de Londres ao Rio de Janeiro, da Costa Rica a Macau — sustentando sua família e representando o site que ele ajudou a deixar famoso. O PokerStars paga as despesas de viagem e taxas de torneio de Moneymaker, e ele fica com 100% do que ganhar.

Embora esse pareça o sonho de qualquer jogador de poker, essa vida o afeta.

“É difícil para a família”, afirmou Moneymaker, que tem duas filhas com sua esposa Christy, e uma de um casamento anterior. Embora ele dispute apenas cerca de 12 torneios por ano, muitos deles são do outro lado do mundo, e entre o tempo de viagem e todo o resto, ele geralmente fica longe de suas filhas pequenas mais de uma semana por vez.

“Nossa filha mais velha, que hoje tem três anos e meio, não entende direito, então ela fica chateada quando ele viaja, pois ele fica fora de sete a nove dias por vez”, disse Christy. “É bastante difícil para nossa família”.

Ela queria que ele diminuísse o número de torneios internacionais em que joga.

Moneymaker diz que espera jogar profissionalmente por pelo menos mais 10 anos, mas não indefinidamente.

“Cansa sim”, ele disse. “Eu não sei como esses outros caras conseguem jogar torneio após torneio e jogar consistentemente. É difícil”.

As expectativas também afetam Moneymaker. Depois de sua vitória em 2003, muitos críticos o qualificaram como alguém que teve a sorte de ganhar uma única vez. Ele calou seus adversários por um momento com uma segunda colocação em um evento do World Poker Tour em 2004, tendo faturado $200.000, mas ainda tem que vencer seu segundo grande torneio.

Ele sabe que a maioria das pessoas não se impressiona com suas aparições em mesas finais.
“Não é uma vitória, e é isso que importa para as pessoas”, ele disse.

Contudo, Moneymaker é o primeiro a afirmar que há mais prós que contras em sua vida no poker.
“Eu sei que ganho dinheiro. Isso é o que importa. Eu sustento minha família”, ele afirmou.

O campeão do Main Event de 2003 também tenta fazer sua parte para dar um retorno à comunidade. No ano passado, ele levou Donald Hobbs, de 24 anos, para Las Vegas e pagou a entrada dele no Evento Principal da WSOP. Hobbs sofreu um terrível acidente de carro em fevereiro de 2007 e seus médicos não acharam que ele fosse sobreviver devido a sua hemofilia — uma doença que torna difícil para o organismo cessar hemorragias.

Mas, contra todas as expectativas, Hobbs sobreviveu. Lentamente ele começou a melhorar, graças à terapeuta ocupacional Michele Rose, que usou o poker para tornar Hobbs ativo.

Quando Moneymaker descobriu que era o jogador preferido de Hobbs, ele foi até o hospital de Ohio conhecê-lo. Lá, ele disse a Hobbs que, se ele melhorasse, levaria-o à World Series. Moneymaker não apenas cumpriu sua palavra, como também pagou o buy-in de Hobbs para o Main Event. O nativo de Kentucky se sentou à mesma mesa que Hellmuth, antes de ser eliminado na última mão do Dia 1.

Qual o Futuro do Poker?
Se você tivesse dito a alguém em 2002 que jogadores de poker profissionais seriam mais reconhecidos mundialmente do que atletas profissionais, provavelmente teria recebido uma resposta cética. O fato de o poker ter se reinventado completamente nos últimos cinco anos torna muito mais difícil prever o quanto a indústria vai mudar nos anos vindouros.

Mas Lederer e outros profissionais são otimistas. Ao contrário das opiniões de certas pessoas de que o poker atingiu seu pico, esses profissionais acreditam que o jogo vai atingir novas alturas.

“A internacionalização está apenas começando”, disse Lederer. “Ele vai crescer internacionalmente, e vai crescer muito”. Ele citou Itália, França, Rússia, Brasil, Alemanha, Reino Unido, Canadá, Austrália e os países escandinavos como as novas localizações de sucesso do jogo.

Lederer é também membro da mesa de diretores da Aliança dos Jogadores de Poker (“Poker Players Alliance”), uma organização não-governamental cuja missão é “estabelecer leis favoráveis que forneçam aos jogadores de poker um local protegido, seguro e regulamentado para jogar”.

“Se o poker explodir novamente nos EUA, isso vai acontecer se uma legislação governamental boa, equilibrada e adequada seja aprovada nos próximos anos, e eu estou muito esperançoso”, disse Lederer. “Se uma legislação assim fosse aprovada, eu diria que teríamos mais de 20.000 pessoas no Main Event da World Series of Poker nos próximos cinco anos”.

Jamie Gold ganhou $12 milhões em 2006 depois de ter superado uma concorrência de 8.773 jogadores. Se a previsão de Lederer se concretizar, o prêmio para o vencedor do Main Event da WSOP pode ficar entre $25 milhões e $30 milhões.

O que Moneymaker, o homem que deu início a isso tudo, faria se apostasse tudo e ganhasse de novo? Uma possibilidade seria jogar menos poker.

“Eu provavelmente diminuiria o ritmo”, disse Moneymaker sobre sua agenda de torneios. Mas ele afirma que é difícil saber ao certo o quanto.

Christy não está tão incerta. Ela afirma, enfaticamente: “Eu o deixaria jogar apenas um torneio por ano”.




GOSTOU DO ARTIGO?
Assine a Card Player Brasil. Você leva 12 edições impressas + LIVRO GRÁTIS!

QUERO ASSINAR!

NESTA EDIÇÃO


EDIÇÃO 20

Ano 2 - março, 2009

ASSINE JÁ! ÍNDICE COMPLETO
Aumente seu stack agora! Stack fichas
Fichas Nupano - Compra e venda de fichas online

NEWSLETTER

Receba nossas novidades em seu e-mail.

Bodog Poker - Até R$ 3.000 em bônus de cadastro de 100%

A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Capivari, 304 - Conjunto 02 - Serra - Belo Horizonte/MG - CEP:30220-400
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123
LEIA TAMBÉM!×