BRASIL

Akkari, Federal e Ronaldo se tornam sócios de grande time de e-sports

Embaixadores do poker agora fazem parte do CNB HyperX


22/02/2017 13:02
» comente
Akkari, Federal e Ronaldo se tornam sócios de grande time de e-sports/CardPlayer.com.br
Ronaldo, Akkari e Federal se juntaram aos fundadores do CNB HyperX Cleber Fonseca e Carlos Júnior


Além de ser um jogador renomado, de muita influência no mundo do poker e um porta-voz do esporte no Brasil, André Akkari também está no ramo empresarial, e como novidade para 2017, no começo do ano, aderiu aos electronic sports (esportes eletrônicos ou e-sports) como sócio do time CNB HyperX.


Akkari não está sozinho nessa empreitada. Ele entra como sócio ao lado do ex-atacante da seleção brasileira Ronaldo, Igor Trafane (CEO do BSOP) e os fundadores Cleber Fonseca e Carlos Júnior. A escolha nos e-sports não foi aleatória, mas sim estratégica. Os jogos eletrônicos estão crescendo a ponto de chamar a atenção de grandes investidores, como times de futebol da Europa (Sporting Lisboa, Roma e Manchester City já embarcaram nessa) e equipes da NBA.


Com 15 anos de história, a CNB se intitula como o clube de e-sports mais tradicional do Brasil. Conhecido como “Blummers”, o ponto forte do time é o jogo League of Legends, conhecido pela sigla “LoL”, e a equipe está na elite nacional desse game. Na final do campeonato nacional do ano passado, cerca de 15 mil pessoas compareceram ao ginásio Ibirapuera, em São Paulo, para prestigiar a decisão do torneio.


“Eu conheci o mercado em Las Vegas e fiz um grande estudo para entrar nele. Quando entrei, o fiz com muita segurança, pois sabia exatamente do que se tratava. Eu sou campeão mundial de um esporte intelectual e vi que esse setor está crescendo demais”, comentou Akkari ao site IG Games.


Enquanto o campeonato brasileiro recebeu um grande público in loco para acompanhar a decisão, no torneio mundial cerca de 396 milhões de pessoas assistiram à final do campeonato, o que estabeleceu um recorde.


“É um movimento impressionante. Como atletas, encontramos na CNB ideais que têm tudo a ver com os nossos, e vamos transferir para os e-sports a adrenalina dos jogos nos campos de futebol e nas mesas de poker”, comentou Ronaldo, um dos sócios ao lado de Akkari.


As cifras são impressionantes e empolgam os investidores. Em 2016, de acordo com o site Statista, os Estados Unidos arrecadaram mais de US$ 600 milhões em patrocínios e a expectativa é que os números sigam aumentando com o crescimento natural da popularidade dos jogos eletrônicos.


Para Akkari, que já afirmou que adora jogos eletrônicos, há uma relação com a sua antiga profissão, quando era sócio de uma empresa de tecnologia. A trajetória de carreira do jogador é inspiradora e única, pois começou a jogar a poker seriamente após conhecer o esporte em um de seus projetos como profissional, na área da informática, e em pouco tempo se tornou um dos melhores do mundo. “Meu plano é empreender nos e-sports como fiz no poker e levar este mercado a um novo patamar. Sou jogador. Amo a adrenalina do jogo!”, comentou Akkari em seu perfil oficial no Twitter.


A relação entre jogadores de poker profissional e os e-sports não acontece apenas com Akkari. Outro jogador famoso que gosta dos jogos eletrônicos é o francês Bertrand Grospellier, conhecido como ElkY, que era uma estrela do jogo StarCraft. Em 2001, por exemplo, chegou a ocupar a segunda colocação do World Cyber Games (WCG), um dos campeonatos mais renomados da época. Após alguns anos, ele passou a se dedicar de maneira mais fiel ao poker.


Apesar do gosto pelos jogos eletrônicos, Akkari já afirmou que não vai largar o poker e nem deixar de ter esse esporte como prioridade. “Meu foco como profissional continua e continuará, pelo menos pelos próximos 10 anos, sendo o poker, vou correr o circuito este ano como nunca corri e fazer horas online de jogo como não consegui fazer nos últimos dois”, disse o jogador em seu website.


Como empreendedor, tudo indica que Akkari acertou em cheio ao entrar como sócio da CNB. Ao lado de Ronaldo, os dois formam uma dupla de muita imagem e publicidade, e podem alavancar ainda mais os e-sports no Brasil — além de, claro, divulgar o poker nessa nova empreitada.

 



+BRASIL



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Capivari, 304 - Conjunto 02 - Serra - Belo Horizonte/MG - CEP:30220-400
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123