● VEGAS TIME:   Acompanhe os bastidores e novidades dos brasileiros na World Series of Poker 2017

WSOP

Bernardo Dias é vice no Evento 27 da WSOP e fatura US$ 308 mil

Líder do Bedias Poker Team encarou o lendário Chris Moorman no heads-up


17/06/2017 06:06
» comente
Bernardo Dias é vice no Evento 27 da WSOP e fatura US$ 308 mil/CardPlayer.com.br
Bernardo Dias conquistou o maior prêmio da sua carreira (foto: Carlos Monti)


Em seu primeiro heads-up desde a WSOP 2015, o Brasil não conseguiu faturar o tetracampeonato na série mais importante do planeta. No Evento 27: US$ 3.000 NL Hold’em 6-Handed, o gaúcho Bernardo “bedias” Dias foi eliminado pelo inglês Chris “Moorman1” Moorman. Enquanto o campeão faturou US$ 498.682, o brasileiro levou para casa US$ 308.166. 


“bedias” começou o Dia Final entre os dez melhores jogadores do torneio, e o grinder do Sensei Poker conseguiu se manter próximo dos líderes até a bolha da decisão. 


Dono de 10 big blinds na FT não oficial, o brasuca anunciou all-in ao receber AK. Na sequência, com 99, o cutoff Morten Mortensen apostou todo o seu stack de 1.040.000. O button Michael Gagliano fez o mesmo e mostrou 1010. O bordo KJ6J4 decretou a vitória de “bedias” no pote principal. Já Gagliano puxou o pote paralelo e tirou Mortensen do torneio.


Logo na terceira jogada da mesa final, Moorman ficou muito próximo de deixar o salão do cassino Rio. Diante de uma 4-bet de Steve Sung, ele optou por anunciar all-in. Com JJ contra AK. Sung viu o seu oponente encontrar a ajuda necessária no bordo 5235A.


Em uma situação mais confortável, Moorman foi capaz de se impor e em pouco tempo ele disparou na liderança. Após eliminar John Gorsuch na quinta colocação, o inglês passou a ter 70% das fichas em jogo. 


Durante um intervalo de apenas três mãos, “bedias” diminuiu bastante a vantagem de Moorman. Diante do all-in do europeu, ele pagou direto do big e revelou 55. Segurando 76, Moorman não acertou nada no bordo 1093KJ.


Agora na segunda posição, “bedias” anotou a sua primeira eliminação da FT. Com 88, ele deu o call na 3-bet all-in de Michael Gagliano. Em desvantagem com um A8, o norte-americano deu adeus ao título quando o dealer virou o bordo Q97QJ


Na frente com 70% das fichas em jogo, Moorman precisou disputar 92 mãos para soltar o tão esperado grito de campeão. Líder durante todo o duelo, ele venceu o campeonato depois de pagar o open shove de “bedias” com AK. Dono de K10, o brasileiro levou a pior no bordo 588Q9.


Esse foi o sexto heads-up do Brasil em um evento valendo bracelete da WSOP. Após vencer os dois primeiros com Alexandre Gomes e André Akkari, o país viu Luis Geraldo Campêlo e Nicolau Villa-Lobos ficaram com a medalha de prata. Na 46ª edição da série, Thiago Decano garantiu o tri do país ao superar o grego Sotirios Koutoupas.


Resultado final:


1. Chris Moorman (Inglaterra) US$ 498.682

2. Bernardo Dias (Brasil) US$ 308.166

3. Michael Gagliano (EUA) US$ 210.139

4. Steve Sung (EUA) US$ 145.634

5. John Gorsuch (EUA) US$ 102.605

6. Max Silver (Inglaterra) US$ 73.510


Ficha Técnica:

Evento 27 da 48ª edição da WSOP

Local: Rio Casino (Las Vegas - EUA)

Data: 14 a 16 de junho 

Field: 959 inscritos

Prize pool: US$ 2.589.300

 



+WSOP



A CardPlayer Brasil™ é um produto da Raise Editora. © 2007-2017. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.

Lançada em Julho de 2007, a Card Player Brasil reúne o melhor conteúdo das edições Americana e Européia. Matérias exclusivas sobre o poker no Brasil e na América Latina, time de colunistas nacionais composto pelos jogadores mais renomados do Brasil. A revista é voltada para pessoas conectadas às mais modernas tendências mundiais de comportamento e consumo.

Sede: Rua Capivari, 304 - Conjunto 02 - Serra - Belo Horizonte/MG - CEP:30220-400
contato@cardplayer.com.br
31 3225-2123